Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Dom
28 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaSecretário para a Segurança esclarece que, afinal, Governo não preveniu "destruição de...

      Secretário para a Segurança esclarece que, afinal, Governo não preveniu “destruição de Macau”

      Afinal, o Governo não preveniu a “destruição de Macau” por forças externas e terroristas, tal como tinha dito o Chefe do Executivo na semana passada, por ocasião da apresentação das Linhas de Acção Governativa (LAG) para 2023. O PONTO FINAL pediu esclarecimentos sobre as palavras de Ho Iat Seng ao Gabinete do Secretário para a Segurança, que respondeu dizendo que o Chefe do Executivo pretendeu apenas destacar os trabalhos desenvolvidos pelo Governo nesse âmbito. O gabinete de WongSio Chak diz, ainda assim, que não pode fornecer detalhes sobre assuntos concretos a serem investigados.

      “[Em 2022] Foi, de forma abrangente e eficaz, prevenida a interferência e a destruição de Macau por forças externas e elementos relacionados com o terrorismo”. As palavras foram proferidas por Ho Iat Seng na semana passada, na apresentação das Linhas de Acção Governativa (LAG) para o próximo ano.No seguimento, o PONTO FINAL perguntou ao Gabinete do Secretário para a Segurança se esta tinha sido uma ameaça real e concreta, ao que o gabinete de Wong Sio Chak respondeu que o Chefe do Executivo quis apenas destacar os trabalhos desenvolvidos pelas autoridades no âmbito da segurança.

      “O Senhor Chefe do Executivo pretendeu destacar os trabalhos desenvolvidos pelo Governo no sentido  de introduzir ou  melhorar os dispositivos legais, operacionais e organizacionais visando  prevenir a interferência de forças externas susceptíveis de interferir nos assuntos de Macau e, em última instância, de provocar a sua destruição, no imediato ou a prazo“, esclareceu o gabinete de Wong Sio Chak.

      Por outro lado, o Gabinete do Secretário para a Segurança assinalou também que, relativamente a medidas operacionais e assuntos investigados em concreto, “não é possível, face à sua natureza, fornecer detalhes”. No entanto, quanto a medidas legais e organizacionais a serem alteradas este ano, as autoridades destacam as diligências em curso no que toca à revisão da Lei relativa à defesa da segurança do Estado, e as alterações organizacionais visando a eficácia do combate ao terrorismo, introduzidas recentemente“, nomeadamente através do regulamento administrativo da organização e funcionamento da Polícia Judiciária.

      Na apresentação das LAG para o próximo ano, o Chefe do Executivo fez um balanço dos trabalhos deste ano e Ho Iat Seng abordou o assunto da segurança nacional, descrevendo-a mesmo como a “fundação da estabilidade social”. O líder do Executivo disse que o resultado da consulta pública sobre a revisão da lei de segurança nacional – em que mais de 90% das opiniões eram favoráveis – demonstra “a forte e sólida base social e política caracterizada pelo amor pela pátria e por Macau”.