Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
28.1 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
3.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaWong Kit Cheng pede fundo de assistência para os comerciantes com negócios...

      Wong Kit Cheng pede fundo de assistência para os comerciantes com negócios suspensos

      Numa interpelação escrita apresentada à Assembleia Legislativa, a deputada Wong Kit Cheng pediu ao Governo que faça um bom aproveitamento das verbas orçamentais aprovadas anteriormente e dedicadas a responder à recuperação económica e crise social urgente, sugerindo a criação de um fundo de assistência para negócios em suspensão temporária.

      Após o surto da Covid-19 que passou em Macau causando mais de mil infectados na comunidade, a Assembleia Legislativa aprovou, com urgência, o orçamento de dois mil milhões de patacas para lançar, sucessivamente, dois planos de apoio financeiro, sendo um deles visado a implementar uma medida de apoio generalizado, que será atribuído, a partir do final deste mês, com oito mil patacas de subsídio a cada residente de Macau.

      “A primeira ronda de apoio de 10 mil milhões de patacas já foi lançada com sucesso nos grupos necessitados. Para a segunda ronda, depois de terminar de conceder os subsídios, vai haver 4,1 mil milhões de patacas remanescentes, a questão de como prestar assistência oportuna e precisa atraiu a atenção da sociedade”, asseverou a deputada.

      Wong Kit Cheng considera que é necessário as autoridades apresentarem o mais rápido possível o plano específico do uso da verba relevante, e pediu que estudem o estabelecimento de um fundo de assistência para aliviar a pressão dos negócios e da vida dos comerciantes, particularmente aqueles que foram gravemente afectados durante o confinamento que impede o funcionamento industrial e comercial essencial.

      A deputada ligada à Associação Geral das Mulheres solicita, por outro lado, a continuação do lançamento de medidas em prol do bem-estar da população, incluindo o plano de comparticipação pecuniária, vales de saúde e dedução e devolução do imposto profissional, dado que “a epidemia duradoura teve um impacto estrutural na economia local, os residentes, pois enquanto o rendimento diminuiu, o custo de vida diário e até mesmo as despesas fixas continuam a aumentar”.