Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
16.9 ° C
16.9 °
16.9 °
82 %
3.1kmh
40 %
Qua
18 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política ATFPM sugere atribuição de 12 mil patacas a cada residente mais 10...

      ATFPM sugere atribuição de 12 mil patacas a cada residente mais 10 mil em cartão de consumo

      André Vinagre

      O Chefe do Executivo ouviu ontem os responsáveis da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) para preparar as Linhas de Acção Governativa (LAG) para 2022. Na reunião, segundo indica um comunicado da associação, os responsáveis da ATFPM pediram mais apoios aos cidadãos, nomeadamente a atribuição a todos os residentes de Macau de 12 mil patacas como comparticipação pecuniária e ainda 10 mil patacas em cartão de consumo “para aumentar o consumo local e ajudar as PME a ultrapassar a situação epidémica”.

      O emprego também é uma preocupação da ATFPM e, por isso, a associação sugeriu que o subsídio de desemprego aumentasse para as 200 patacas por dia e o prolongamento máximo até um ano em situação de desemprego. A associação também pede que o Governo faça um estudo nas concessionárias de jogo quanto ao plano de gestão de recursos humanos, para que elas possam “dar oportunidades de mobilidade ascendente aos trabalhadores residentes permanentes”.

      A associação liderada pelo deputado Pereira Coutinho propõe também a atribuição de oportunidades de estágios aos licenciados e graduados, residentes permanentes de Macau, nos serviços públicos ou empresas de capitais públicos. Por outro lado, a ATFPM sugere também a implementação da aposentação voluntária aos funcionários após 20 anos de serviço na função pública.

      Segundo o comunicado divulgado pelo Governo, Ho Iat Seng, Chefe do Executivo, agradeceu as opiniões e sugestões apresentada pela ATFPM, garantindo que o Governo irá analisar e estudar seriamente servindo de referência na elaboração das linhas de acção governativa para o próximo ano. O Executivo diz que está “atento à vida quotidiana e ao bem-estar da população e fará o seu melhor para promover medidas em prol do bem-estar quando as condições financeiras forem possíveis”.

      André Cheong, secretário para a Administração e Justiça, indicou que o Governo iniciou a criação duma plataforma de contratação pública como forma de simplificar os procedimentos administrativos e assim facilitar tanto os serviços públicos como a sociedade, permitindo também ao mercado compreender melhor as necessidades da Administração.

       

      PONTO FINAL