Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Banco Asiático de Desenvolvimento aprova empréstimo de 135 milhões para aeroporto de...

      Banco Asiático de Desenvolvimento aprova empréstimo de 135 milhões para aeroporto de Timor-Leste

      O Banco Asiático de Desenvolvimento aprovou um empréstimo de 135 milhões de dólares para a melhoria do aeroporto internacional de Timor-Leste. O projecto integra o Plano Estratégico de Desenvolvimento 2011-2030, que prioriza o desenvolvimento de infraestruturas para reforçar o crescimento económico e reduzir a desigualdade.

      O Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB, na sigla em inglês) anunciou a aprovação de um empréstimo de 135 milhões de dólares para a melhoria do aeroporto internacional de Timor-Leste. Num comunicado, o ADB referiu que este empréstimo tem o objectivo de “expandir o aeroporto de entrada do país através da extensão da pista e da construção de uma nova torre de controlo de tráfego aéreo, com a reconfiguração de instalações relevantes”. “Este empréstimo irá aumentar a segurança do aeroporto e atrair mais companhias aéreas e, como resultado, mais passageiros e cargas para o aeroporto”, refere-se no comunicado.

      Para a especialista em transportes do ADB, Chaorin Shim, este projeto de expansão do aeroporto internacional Presidente Nicolau Lobato “proporcionará um transporte aéreo seguro e eficiente, melhorará a conetividade e os laços económicos do país com os países vizinhos da Ásia e do Pacífico e melhorará o comércio, o investimento e o movimento laboral”. A especialista considera também que estas melhorias traduzir-se-ão na expansão do turismo e na diversificação da economia timorense.

      O projecto integra o Plano Estratégico de Desenvolvimento 2011-2030, que prioriza o desenvolvimento de infraestruturas para reforçar o crescimento económico e reduzir a desigualdade. O ADB refere que Timor-Leste pretende diversificar a sua economia, uma vez que os campos petrolíferos representam mais de metade do produto interno bruto do país – um sector afectado pela pandemia de covid-19.

      O aeroporto internacional Presidente Nicolau Lobato é a principal porta de entrada para Timor-Leste, com 90% dos seus passageiros a serem oriundos do estrangeiro.

      O ADB aponta que a pista curta tem limitado o número de voos diretos na região e que o aeroporto está atualmente ligado a apenas três países: Austrália, Indonésia e Singapura. O projecto deverá alargar a pista do aeroporto de 1.850 para 2.100 metros e permitir a construção de uma nova torre de controlo de tráfego aéreo e pistas para táxi, entre outras.

      As melhorias permitirão a Timor-Leste facilitar a integração em organizações globais e regionais como a Organização Mundial do Comércio e a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

      “Espera-se que a operação e manutenção do aeroporto seja assumida pelo setor privado. O Governo está a explorar opções”, acrescenta o ADB, que aponta que o projeto inclui um financiamento governamental de 30 milhões de dólares para obras e aquisição de terrenos. “O ADB está empenhado em alcançar uma Ásia e um Pacífico prósperos, inclusivos, resilientes e sustentáveis, ao mesmo tempo que conduz esforços para erradicar a pobreza”. Criado em 1966, o ADB é propriedade de 68 membros, dos quais 49 são da região da Ásia e Pacífico.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau