Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Mais de 200 novos refugiados rohingyas chegam à Indonésia

      Mais de 200 novos refugiados rohingyas chegam à Indonésia

       

      Mais de 200 rohingyas chegaram à província de Aceh, no oeste da Indonésia, totalizando mais de mil refugiados numa semana, declarou ontem o ACNUR, que pediu às autoridades locais que os acolham.

       

      A província de Aceh, no oeste da Indonésia, recebeu ontem mais de 200 rohingyas, totalizando mais de mil refugiados numa semana, declarou ontem o ACNUR, que pediu às autoridades locais que os acolham.

      Segundo o Alto Comissários das Nações Unidas o para Refugiados (ACNUR) e as autoridades locais, na noite de terça-feira para ontem, cerca de 219 refugiados – incluindo 91 mulheres e 56 crianças – desembarcaram numa praia da ilha de Sabang, próxima da ilha de Sumatra.

      Com estas chegadas, eleva-se para mais de mil pessoas da minoria rohingyas a desembarcarem na província de Aceh em apenas uma semana. “O autarca informou-nos do desembarque de 200 pessoas”, disse Faisal Rahman, que trabalha com o ACNUR, à agência de notícias AFP.

      Os rohingyas são uma minoria muçulmana perseguida no Myanmar e milhares deles arriscam as suas vidas todos os anos em longas e dispendiosas viagens marítimas, muitas vezes a bordo de barcos improvisados, para tentar chegar à Malásia ou à Indonésia.

      Tal como na semana passada, quando os residentes de Aceh recusaram repetidamente um barco proveniente do Bangladesh, membros da comunidade local ameaçaram enviar de volta ao mar estes refugiados, que acabaram por passar a noite na praia.

      O ACNUR pediu ao autarca de Sabang que encontrasse abrigo para estes rohingyas, mas a população local rejeita acolher mais refugiados desta minoria e pediu a transferência imediata destes para outro local.

      De acordo com a agência da ONU, mais de 2.000 rohingyas tentaram a difícil travessia para a Indonésia ou Malásia em 2022 e cerca de 200 morreram ou desapareceram. O Bangladesh alberga cerca de um milhão de membros desta minoria muçulmana apátrida, cerca de 750 mil dos quais fugiram da Birmânia em 2017.

       

      Doentes e médicos retirados do Hospital Indonésio em Gaza

       

      Cerca de 500 doentes e médicos do Hospital Indonésio, localizado no norte de Gaza, foram retirados na terça-feira, numa nova operação coordenada por agências humanitárias, indicou ontem o relatório diário da ONU sobre o conflito entre Israel e o Hamas.

      A retirada foi realizada um dia depois de um ataque ao centro hospitalar ter causado a morte de pelo menos 12 pessoas, afirma o relatório do gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários. “[O hospital] continua cercado por tropas e tanques israelitas”, diz as Nações Unidas, observando que apenas dois pequenos hospitais na metade norte de Gaza, de um total de 24, permaneceram operacionais.

      No sul da faixa, zona para onde foi ordenada a evacuação de civis de Gaza e que também sofre bombardeamentos de Israel, funcionam sete das 11 instalações hospitalares, disse a ONU. O número de camas hospitalares no território palestino caiu de 3.500 antes do conflito para 1.400. Lusa

       

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau