Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
28.1 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
3.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaRusty Fox apresenta a sua colecção de fotografias “Nocturnal” na Taipa Village...

      Rusty Fox apresenta a sua colecção de fotografias “Nocturnal” na Taipa Village Art Space

      Uma série de imagens captadas durante a pandemia revelam plantas com formas quase humanas, numa viva existência que contrasta com o mundo congelado dos tempos de isolamento. O livro fotográfico “Nocturnal” ganha agora uma exposição individual dos trabalhos do seu autor Rusty Fox, fotógrafo de Macau, que explora os meandros do espaço urbano com foco no contraste entre os seres vivos e objectos inanimados da metrópole. A exposição abre dia 20 de Junho, às 17h30, na Taipa Village Art Space.

       

      A galeria Taipa Village Art Space vai acolher durante dois meses a exposição “Nocturnal”, do fotógrafo Rusty Fox. Uma colecção de obras que deu início nos tempos de pandemia, onde a natureza viu desaparecer os usuais transeuntes da cidade, reclusos forçados que despoluíram o ar e deram espaço para que as plantas voltassem a respirar. Foi durante essa dualidade da vida urbana que o fotógrafo se apercebeu das personagens que poderia encontrar na natureza.

      Equipado com um flash e câmaras de médio formato, saía pelas noites vazias para identificar a humanidade em falta, nas formas dos troncos e ramos de árvores, nas folhas das plantas, que destacadas em contraste com um espaço infinito ao fundo ganharam um movimento e dinamismo especial, tornando-se uma população postiça, livre e longe das mazelas humanas.

      Rusty Fox nasceu em Macau e cresceu no espaço compacto e artificial da cidade. “Busco entender o equilíbrio e o desequilíbrio que encontro na cidade, a relação entre os organismos vivos e os objectos inanimados”, revela.

      Com uma passagem pelo Reino Unido, que chegou a uma década, entre estudos e trabalho, formou-se em fotografia documental pela Universidade de Gales do Sul em Newsport e em fotografia pela Universidade do Leste de Londres. Em 2016, o seu livro fotográfico “BRutAL” passou a fazer parte do acervo da biblioteca da Universidade de Oxford e a Universidade de Cambridge. Cofundador do colectivo espacializado em fotografia “Dialect” e membro da associação Halftone, Rusty Fox tem sido um membro activo da comunidade artística em Macau e representa o território em diversas feiras de livros de arte, como a BOOKED em Hong Kong. Esta exposição a solo será a sua oitava, por entre mais de 20 outras colectivas que tem realizado desde 2013.

      As 20 fotografias da colecção “Nocturnal” impressas para esta exposição mostram o estilo próprio de Rusty Fox. Alto contraste, fundos infinitos e uma presença misteriosa dos personagens orgânicos. Todas a preto e branco, as fotografias convidam os visitantes a entrar no mundo paralelo desta narrativa, onde até a textura do papel contribui para a leitura desta estória.

      Nas palavras do curador, João Ó, “se definíssemos o estilo da séria ‘Nocturnal’, esta pertenceria ao género da fotografia de rua japonesa, derivada da espontaneidade do instantâneo no caos da cidade (Daydo Moriyama), captando o momento vivo, fotografando o mundo mas também a si mesmo (Hiromix), embora o assunto seja altamente subjectivo e pessoal (Takuma  Nakahira)”.

      As figuras antropomórficas das árvores e plantas sem poda, que foram crescendo naturalmente por Macau durante os tempos de pandemia, foram registadas com delicada observação neste mais recente trabalho de Rusty Fox, que poderá ser visitado na galeria da Taipa Village Art Space, parte da Taipa Village Cultural Association, que abre as portas no dia 20 de Junho para a inauguração, às 17h30, e mantém-se em exposição até ao dia 24 de Agosto, sendo possível visitar o espaço entre as 12h00 e as 20h00.