Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
25.8 ° C
25.9 °
25.4 °
94 %
4.1kmh
40 %
Qui
26 °
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaCimeira Anual da PATA 2024 arranca na quarta-feira

      Cimeira Anual da PATA 2024 arranca na quarta-feira

      Entre quarta e sexta-feira, mais de 400 delegados de 30 países e regiões reunir-se-ão em Macau para a Cimeira Anual da Associação de Turismo da Ásia Pacífico (Pacific Asia Travel Association – PATA) 2024. Sendo o primeiro grande evento da PATA realizado na região após a pandemia, esta cimeira “providenciará uma oportunidade de mostrar aos participantes o novo dinamismo do desenvolvimento de Macau como um centro mundial de turismo e lazer”, diz a Direcção dos Serviços de Turismo (DST).

      O principal destaque da cimeira é uma grande conferência internacional de turismo sob o tema “Reimaginar o Turismo”, na qual decorrerão, no primeiro dia, dois painéis de debate em que se reunirão responsáveis de turismo de vários destinos, para discutir as políticas de turismo e viagens, bem como as implicações para o sector.

      Para o segundo dia da conferência, as principais sessões incluem uma conversa com Pansy Ho, presidente da Shun Tak e directora executiva da MGM China, onde os líderes da indústria turística vão debater as tendências de desenvolvimento. Outras sessões irão abranger discussões em áreas como a indústria hoteleira e viagens aéreas, tecnologias de viagem e inteligência artificial, turismo gastronómico e educacional, economia nocturna, entre outros.

      Ao mesmo tempo, a cimeira vai focar-se também na juventude e na Grande Baía. Numa sessão especial, “O Diálogo com a China PATA – WTCF”, serão explorados desafios e oportunidades do mercado de acolhimento do interior da China e na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, incluindo tópicos como as mais recentes políticas e medidas de facilitação para o turismo e para pagamento digital, bem como o desenvolvimento do turismo inter-regional na Grande Baía.

      A DST sublinha que, “ao longo de décadas, a PATA tem promovido com dinamismo os destaques da cimeira e as atracções de Macau como destino de acolhimento do evento”, acrescentando que os eventos vão permitir “uma ligação do território ao sector turístico mundial, elevando o perfil internacional do destino”.

      C.X.

       

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau