Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Japão e Indonésia reforçam cooperação em segurança marítima

      Japão e Indonésia reforçam cooperação em segurança marítima

      Os líderes do Japão e da Indonésia concordaram ontem em reforçar a cooperação bilateral em matéria de defesa, energia e infraestruturas. O primeiro-ministro nipónico, Fumio Kishida, e o Presidente indonésio, Joko Widodo, reuniram-se em Tóquio para reafirmar a cooperação e debater questões de interesse mútuo, antes da próxima cimeira do G20 (as 19 maiores economias mundiais e a União Europeia), em novembro, na ilha indonésia de Bali.

      Numa conferência de imprensa conjunta, Kishida anunciou que Tóquio vai emprestar 43,6 mil milhões de ienes (313 milhões de euros) para financiar projetos de infraestruturas indonésios e de prevenção de catástrofes. O responsável disse ainda que o país vai apoiar Jacarta no sentido de “reforçar ainda mais a capacidade da segurança marítima indonésia, para garantir a paz e a segurança no mar na região Indo-Pacífico”. O Japão está a estudar o fornecimento de navios de patrulha para ajudar a reforçar o poder naval da Indonésia, acrescentou. Kishida salientou ainda que as forças armadas nipónicas vão participar, em agosto, pela primeira vez, nos exercícios multilaterais Escudo Garuda, organizados pela Indonésia.

      Mais de quatro mil militares de 12 países, incluindo dos Estados Unidos, Austrália, Coreia do Sul e Reino Unido, vão marcar presença nestes exercícios, que, segundo o líder japonês deverão contribuir para “continuar a desenvolver o reforço das relações entre os dois países na área da cooperação em matéria de segurança”.

      Em Tóquio, Widodo saudou os novos investimentos japoneses e pediu o apoio do país na área das novas tecnologias, incluindo nos setores das energias limpas, infraestruturas, medicina, agricultura e recursos naturais. Antes de visitar o Japão, Widodo esteve na China, onde se reuniu com o Presidente Xi Jinping e o convidou formalmente para a cimeira do G20 em Bali. Os dois líderes discutiram questões que vão desde o comércio à cooperação marítima, segundo a Associated Press.

      A agência de notícias referiu que, apesar da Indonésia e da China manterem uma relação amigável, Jacarta manifestou preocupação pela ingerência chinesa na sua zona económica exclusiva no Mar do Sul da China, que Pequim reivindica praticamente na sua totalidade.

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau