Edição do dia

Quinta-feira, 30 de Junho, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
26.9 ° C
31 °
26.9 °
94 %
5.1kmh
40 %
Qui
28 °
Sex
29 °
Sáb
28 °
Dom
29 °
Seg
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Presidente da Indonésia vai reunir com Vladimir Putin na próxima semana

      Presidente da Indonésia vai reunir com Vladimir Putin na próxima semana

      O Presidente da Indonésia, Joko Widodo, cujo país acolhe este ano a cimeira do G20, vai reunir com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, durante uma viagem oficial à Rússia, na próxima semana, anunciaram autoridades indonésias. A informação foi confirmada aos jornalistas pelo ministro para a Coordenação dos Assuntos Políticos, Jurídicos e de Segurança, Mahfud MD, na segunda-feira no palácio presidencial de Jacarta, de acordo com a agência noticiosa estatal indonésia Antara. “Sim, está na agenda do Presidente”, disse Mahfud sobre o encontro entre Widodo e Putin, que confirmou a sua participação na cimeira do G20 (os países com economias mais desenvolvidas e emergentes), que decorrerá entre 15 e 16 de novembro na ilha indonésia de Bali. O Presidente indonésio deverá viajar até à Alemanha, para participar numa cimeira do G7 (grupo dos sete países mais desenvolvidos), entre 26 e 28 de Junho, devendo o encontro com Putin acontecer no dia 30, em Moscovo. Apesar da pressão de países como Estados Unidos, Canadá e Austrália para que seja vetada a presença de Putin na cimeira do G20 em Novembro, a Indonésia manteve até agora o convite ao Presidente russo. Em Abril passado, o Presidente indonésio convidou o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, para a cimeira do G20, afirmando que a Indonésia está pronta para “contribuir para o esforço de paz”. Autoridades financeiras da União Europeia (UE), Estados Unidos, França e Canadá, entre outros países, abandonaram uma reunião do G20 em Washington, em 20 de abril, em protesto contra a presença da Rússia devido à invasão da Ucrânia. A Rússia já tinha sido expulsa, na década passada, do grupo das economias mais industrializadas – então conhecido como G8 e que passou a ser G7 – após a invasão da península ucraniana da Crimeia, em 2014.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau