Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
trovoada com chuva
26.9 ° C
26.9 °
24.9 °
89 %
2.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeRAEM aplaude alargamento de visto individual para turistas chineses

      RAEM aplaude alargamento de visto individual para turistas chineses

      As cidades de Xi´an e de Qingdao vão juntar-se à lista de cidades do interior da China que podem beneficiar de visto individual para viajar a Macau e Hong Kong, passando agora para um total de 49 cidades. O Governo da RAEM expressou o seu agradecimento ao Governo Central pela medida, que entrará em vigor a 6 de Março. Segundo o Chefe do Executivo Ho Iat Seng, o alargamento do visto individual “demonstra a atenção e apoio do Governo Central” e ajuda o “desenvolvimento sustentável do sector turístico de Macau”.

       

      O Conselho do Estado do Governo Chinês aprovou o alargamento do visto individual para deslocação a Hong Kong e Macau para os residentes provenientes das cidades de Xi´an, da província de Shaanxi, e Qingdao, da província de Shandong. A nova medida foi anunciada na sexta-feira pelo Serviço Nacional de Administração de Imigração, estipulando que a emissão dos vistos para estas cidades comece a partir de 6 de Março.

      O Governo de Macau agradeceu a Pequim pela nova medida. Ho Iat Seng, Chefe do Executivo, considerou que a integração de novas cidades na política de visto individual “demonstra a atenção e apoio do Governo Central ao desenvolvimento sustentável da RAEM”, e compromete-se a aperfeiçoar ininterruptamente com o sector do turismo os recursos turísticos e a capacidade de acolhimento, de forma a “responder activamente às medidas favoráveis ao território”.

      “O Governo está empenhado em melhorar os recursos humanos e diversas infraestruturas turísticas, explorar mais recursos, enriquecer a experiência e impulsionar a indústria em elevar a capacidade integral de acolhimento”, sublinhou o líder do Governo num comunicado divulgado à imprensa. Ho Iat Seng enfatizou ainda que as autoridades têm vindo a aperfeiçoar as medidas de entrada e saída nas fronteiras, passagem alfandegária e de trânsito, o que contribui para uma maior conveniência na visita a Macau, proporcionando melhores condições para a “implementação bem-sucedida” da medida de visto individual.

      Além de garantir que o território está “bem preparado” para receber novos turistas com visto individual de Xi´an e Qingdao, o líder da RAEM dirigiu também a sua gratidão ao Serviço Nacional de Administração de Imigração e aos ministérios em causa, mostrando esperança de “reforçar continuamente o intercâmbio e a cooperação” e de “criar em conjunto mais condições favoráveis à deslocação da população do interior da China a Macau”.

      De acordo com as autoridades chinesas, para as pessoas elegíveis de Xi´an e Qingdao, a nova medida prevê a emissão de um visto de entrada única em Macau dentro do prazo de três meses, ou um ano, sendo que os titulares de visto podem permanecer no território, no máximo, durante sete dias.

      Recorde-se que a política de visto individual para viagem a Macau e Hong Kong foi iniciada em 2003, abrangendo actualmente 49 cidades de 22 províncias chinesas, aumentando agora para 51. Desde a sua implementação, segundo o Executivo, o número de visitantes do interior da China a Macau tem vindo a crescer, tendo impulsionado o desenvolvimento local do turismo e da economia. “A presente disposição do visto individual favorece o crescimento da indústria do turismo e das indústrias periféricas, e aumenta também o intercâmbio entre a população das duas regiões, promovendo uma melhor integração de Macau na conjuntura do desenvolvimento nacional”, assinalou.

       

      CONTRIBUTO AO TURISMO

       

      Helena de Senna Fernandes, directora dos Serviços de Turismo (DST), mostrou-se satisfeita com a nova medida anunciada pelo seu contributo futuro ao desenvolvimento do turismo de Macau. “Estamos contentes com a adição das cidades do Continente que têm direito ao visto individual para Macau. Já há muito tempo que a lista não era alargada”, frisou.

      A responsável, citada pela Rádio Macau em língua chinesa, revelou que existem actualmente cinco voos directos por semana de Qingdao a Macau, operados pela Air Macau, bem como três voos semanais de Xi´an a Macau, operados pela China Eastern Airlines. “As autoridades de Qingdao têm mantido intercâmbio com Macau. Nos últimos anos, mesmo durante a pandemia, foi possível realizar bastantes actividades de Qingdao em Macau, como as regatas entre Qingdao e Macau e o festival da cerveja”, disse a directora da DST, salientando que Macau também tem organizado várias visitas de estudo de Xi´an, que é uma cidade rica em turismo e cultura.

      Helena de Senna Fernandes espera ainda que, com o aumento de visitantes com visto individual, as empresas aéreas possam estudar aumentar a frequência dos voos.