Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
34.3 ° C
34.3 °
34.3 °
77 %
6.1kmh
90 %
Ter
34 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeLai Man Vai toma posse como subdirector

      Lai Man Vai toma posse como subdirector

      A Polícia Judiciária (PJ) realizou, esta terça-feira, a tomada de posse do novo subdirector Lai Man Vai, numa cerimónia presidida pelo director Sit Chong Meng, e que contou com a presença de dois subdirectores, Tou Sok Sam e Luis Leong, e das chefias de diversas subunidades, anunciou a PJ em nota de imprensa.

      O subdirector, Lai Man Vai, licenciado e mestre em Direito, ingressou na Polícia Judiciária em 2004 e, entre 2013 e 2021 foi, chefia funcional da Divisão de Investigação Especial, chefe da Divisão de Investigação Especial, chefe do Departamento de Segurança, exercendo o cargo de subdirector em regime de substituição desde 29 de Agosto de 2022.

      O subdirector Lai Man Vai é “dotado de pensamento amplo e tem consciência dos eventuais perigos, tem vindo a executar com eficiência e responsabilidade os trabalhos da defesa do Estado e da segurança de Macau, liderando a sua equipa na resolução de muitos casos grandes, dando também o seu contributo para ajudar a aperfeiçoar o sistema legislativo e o mecanismo de execução relacionados com a segurança nacional”. “As suas capacidades de liderança e de execução da lei foram altamente reconhecidas, o que lhe permitiu alcançar inúmeros louvores individuais, louvores colectivos, elogios colectivos e menções de mérito excepcional. Em 2020 e 2021, desempenhou funções no Departamento de Informações e Apoio e no Centro de Comando de Resposta a Crises, tendo-lhe sido concedidas medalhas de valor pelo Governo da RAEM”, refere ainda a PJ.

      A PJ acredita que o novo subdirector, depois de assumir o seu novo cargo, “poderá liderar e coordenar as suas subunidades, nomeadamente, Departamento de Informações e Apoio e Departamento de Segurança, para promover ainda mais a consciência de risco e o pensamento baseado em pressupostos de situações mais desfavoráveis, prevenir e responder eficazmente aos riscos e ameaças envolvendo a segurança nacional, construir uma linha forte para a defesa da segurança nacional, prevenir e combater eficazmente os crimes graves, bem como assumir e dar contribuições mais importantes para a segurança do Pais e a estabilidade a longo prazo da sociedade de Macau”.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau