Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
77 %
6.2kmh
40 %
Dom
15 °
Seg
19 °
Ter
19 °
Qua
20 °
Qui
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Trabalhador da construção suspeito de agredir pai ao pontapé no meio da...

      Trabalhador da construção suspeito de agredir pai ao pontapé no meio da rua

      Um residente de Macau foi detido por uma alegada agressão ao pai, de 63 anos, referiram ontem as autoridades. O suspeito, que tem uma filha de dois anos, já teria antecedentes de problemas familiares, tendo perdido a custódia da filha, que vive agora com o avô.

      As autoridades deram ontem a conhecer um caso de ofensa à integridade física no qual um homem é suspeito de ter agredido o próprio pai. De acordo com a informação divulgada pela polícia em conferência de imprensa, o caso aconteceu no dia 14 de Agosto, quando a Polícia de Segurança Pública (PSP) foi alertada de forma anónima que um homem estaria a ser vítima de agressão na zona central da cidade.

      O caso foi posteriormente entregue à Polícia Judiciária (PJ), que após investigações descobriu que o suspeito era um homem residente, de 31 anos, que ao chegar a casa, supostamente embriagado, pediu dinheiro ao pai, que vive num apartamento anexado. No entanto, o pedido foi recusado e o suspeito ficou zangado, tendo originado uma discussão que terminou em agressões. A mulher da vítima e mãe do suspeito pediu então ao filho para sair de casa, mas as agressões não terminaram.

      A vítima, com medo da sua segurança e também porque tinha a neta e filha do agressor, de apenas dois anos, presente no local, decidiu fugir do apartamento para a rua, onde as agressões continuaram. Na rua, a vítima, de 63 anos, foi pedindo ajuda às pessoas e alertando-as para chamarem as autoridades, que vieram ao local pouco depois.

      As autoridades acrescentaram ainda que a vítima tem a custódia da menina de dois anos visto que o pai foi acusado de um caso de violência doméstica em finais de Janeiro.

      O suspeito, que trabalha na construção, tem antecedentes de discussões com o pai, que já tinha feito várias queixas contra o filho. O caso foi transferido para o Ministério Público no dia 14 de Agosto.

       

      Burla online deu prejuízo de 256 mil patacas

      As autoridades deram ontem a conhecer mais um caso de burla, desta vez envolvendo uma mulher residente, de 34 anos, que sofreu um prejuízo total de 256 mil patacas.

      A mulher apresentou queixa à polícia no dia 16 alegando que tinha conhecido uma pessoa em Julho que lhe disse que havia uma aplicação que poderia ajudá-la a ganhar muito dinheiro. A aplicação em causa, chamada CAINVESA, funcionaria da seguinte forma: a mulher teria de depositar várias quantias de dinheiro para poder mais tarde comprar moeda digital.

      Visto a proposta, a mulher começou por depositar 200 mil dólares de Hong Kong e a seguir 40 mil renminbis, tendo sido depois informada que já tinha dinheiro suficiente na conta para se habilitar a poder levantar algum do dinheiro.

      O homem informou-a, porém, que para poder levantar os seus ganhos teria primeiro de pagar um imposto, alegadamente obrigatório no continente, de 220 mil dólares de Hong Kong, e que só assim poderia reaver o seu dinheiro.

      A mulher, tendo desconfiado que estava a ser vítima de um esquema de burlas, apresentou queixa à policia.