Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.6 ° C
33.2 °
29.9 °
89 %
4.6kmh
40 %
Ter
31 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaLançado o programa cultural para as celebrações do “Junho, Mês de Portugal”

      Lançado o programa cultural para as celebrações do “Junho, Mês de Portugal”

      Foram apresentadas ontem as várias actividades programadas para as comemorações do “Junho, mês de Portugal” em Macau. As celebrações vão contar com exposições, concertos, seminários e uma mostra de cinema, entre outros eventos. Como acontece todos os anos, no dia 10 de Junho realizar-se-á a cerimónia do hastear da bandeira e em seguida a romagem à gruta de Camões. Em destaque está o Centenário da Viagem Aérea Portugal-Macau e a celebração dos 500 anos do nascimento do poeta Luís de Camões, bem como os 50 anos da revolução de Abril. 

       

      O programa das comemorações do “Junho, mês de Portugal” em Macau foi apresentado ontem. Do programa fazem parte várias exposições, instalações, concertos, seminários, workshops e mostras de cinema, entre outros eventos e actividades, num total de 27 actividades culturais reunidas para o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

      Na apresentação do programa, Alexandre Leitão, cônsul-geral de Portugal em Macau e Hong Kong, destacou a importância desta longa tradição anual das comemorações do Dia de Portugal em Macau, em especial sobre a data especial dos 500 anos de Camões e 50 anos do 25 de Abril. Fez um breve comentário à necessidade de maior aderência aos eventos por parte dos consumidores, em especial na compra de bilhetes para espectáculos e na restauração. Deixou ainda claro que ainda não foram confirmadas presenças oficiais vindas de Portugal para representar o Governo no dia 10 de Junho.

      As 27 actividades marcadas para o próximo mês dão início no dia 1 de Junho e finalizam dia 30 de Junho, e envolvem 16 associações de Macau e outras quatro entidades de Portugal.

      Para inaugurar a abertura das actividades no primeiro dia do próximo mês, um sábado, o Instituto Português no Oriente (IPOR) abre as portas da sua sede ao público com uma peça de teatro direccionada para os mais pequenos. Elaborada pelos artistas da ETCetera Teatro, a peça de teatro infantil “Era uma vez (outra vez)” faz uma adaptação das histórias dos irmãos Grimm e dá início às 15h. O projecto é fruto de um apoio conjunto entre o Governo da RAEM e o Governo de Portugal, através do Fundo de Desenvolvimento da Cultura.

      Ainda na sede do IPOR, às 16h, dará início outra actividade, desta vez uma apresentação do projecto literário “Dinis Caixapiz”, da Sílaba – Associação Educativa e Literária. Contará com a presença virtual de Carlos Alberto Silva, que introduzirá a nova experiência de leitura, manifestada numa caixa de assinatura trimestral cheia de surpresas para leitores entre os 5 e 13 anos de idade. Uma inovadora maneira de gerar mais interesse pela leitura às crianças.

      Ainda no dia 1 de Junho, os visitantes que passarem pela sede da Casa de Portugal em Macau (CPM) poderão encontrar uma instalação de autoria da artista plástica Elisa Vilaça, que celebra os 500 anos de Camões, numa figura gigantesca do poeta a projectar-se pela varanda da sede.

      Para concluir o dia, a CPM inaugura na galeria da Casa Garden, pelas 17h, a exposição “Para os Olhos dos Jovens (de Espírito)”, do arquitecto e fotógrafo Francisco Ricarte. Um conjunto de obras de fotografia cândida e com humor, que pretende captivar os mais jovens, bem como os jovens de espírito, e introduzi-los à arte da fotografia. Esta exposição contém uma segunda parte e estende-se ao dia seguinte, com um workshop que leva o mesmo nome, guiado pelo fotógrafo. Dará início às 10h30, para jovens entre os 8 e 11 anos, com uma segunda sessão às 15h, desta vez para jovens entre os 12 e os 15 anos. O evento tem patrocínio da Fundação Macau.

      A galeria A2 do Albergue SCM irá acolher a exposição de Diogo Muñoz, que celebra o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, com “Macau Forever”, uma colecção de sessenta obras do renomado artista. Uma organização da CAC – Círculo dos Amigos da Cultura de Macau, a mostra inaugura às 18h30 no dia 6 de Junho e fica patente para além de Junho, encerrando dia 15 de Julho.

      Por entre as actividades destacadas está o concerto da banda portuguesa Capitão Fausto, que irá actuar em conjunto com o popular cantor David Huang, no teatro do MGM Cotai. Numa organização que envolve o Instituto Cultural, o concerto dará início às 20h do dia 7 de Junho.

      Nos dias 8, 9, 15 e 16 de Junho realiza-se um workshop de construção de brinquedos em madeira, liderado pelo artista Daniel Garfo. Uma organização da CPM foi destacada durante a conferência de ontem, a importância em conscientizar as crianças sobre o consumo de plásticos, sendo pertinente criar um espaço de criação de brinquedos alternativos. O local do workshop será nas oficinas da Escola de Artes da CPM.

      Outro evento destacado durante a apresentação do programa é o Seminário Sobre os Projecto de Alta Tecnologia em Portugal e Macau, que irá trazer dia 8 de Junho, pelas 15h, dois oradores ao 1º andar do Salão Lótus do Restaurante Plaza, para aprofundarem o tema de Macau como importante plataforma para desenvolvimento das relações económicas entre os países da língua portuguesa. Este encontro vem a seguir à recente 6.ª Conferencia Ministral do Fórum em Macau e contará com a presença de Bernardo Pinho.

      No mesmo dia será inaugurada, pelas 17h na Galeria de Exposições do Bela Vista, a mais recente exposição da associação fotográfica Halftone, que leva o nome “A Presença da Matriz Portuguesa em Macau, nas Imagens Entre Tempos”, juntando obras de diferentes artistas da associação, numa abordagem sobre a presença da cultura e identidade portuguesa em Macau.

      Entre o dia 20 e 21 de Junho estão marcados dois eventos diferentes para homenagear o Centenário da Viagem Aérea Portugal-Macau. Uma exposição itinerante, que inaugura às 15h, dia 20 de Junho, no auditório do Consulado Geral, contará com a presença da neta de Brito Paes, um dos famosos aviadores envolvidos na viagem. O projecto foi desenvolvido pelo Museu do Ar, que também colocará uma placa de homenagem da Força Aérea aos aviadores. A mesma exposição será levada para Hong Kong, onde ficará exposta no Clube Lusitano.

      Na parte do cinema, haverá a “Mostra de Cinema Português”, uma extensão ao Indie Festival realizado em Portugal. Uma coorganização da Fundação Oriente com Margarida Moz da Portugal Film e com apoio da Associação CUT e do BNU. As sessões são divididas entre 28, 29 e 30 de Junho, com horários ainda por confirmar.

      Por fim foi apresentado o roteiro gastronómico que irá decorrer durante todo o mês de Junho. Com o objectivo de valorizar a importância da gastronomia portuguesa no contexto cultural de Macau, a segunda edição do Roteiro de Gastronomia de Pratos Portugueses na RAEM “Comer e Beber à Portuguesa” divulgará uma lista de restaurante participantes, que oferecerão um desconto de 10,6%, em referência à data em comemoração do Dia de Portugal, perante a apresentação do cartaz do programa nos estabelecimentos.