Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
24 ° C
24.9 °
23.9 °
100 %
2.6kmh
40 %
Qua
26 °
Qui
26 °
Sex
27 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaMacau e Xangai estreitam relação

      Macau e Xangai estreitam relação

      Gong Zheng, presidente do município de Xangai, encontrou-se em Macau com o Chefe do Executivo. A reunião serviu para aprofundar a cooperação entre as duas cidades e para a assinatura de diversos acordos.

       

      O Chefe do Executivo recebeu, na passada segunda-feira, Gong Zheng, presidente do município de Xangai. A reunião serviu para a assinatura de diversos acordos de cooperação entre Macau e a cidade do interior da China.

      Na reunião, Ho Iat Seng salientou que o mecanismo da reunião de cooperação Xangai-Macau, desde que foi criado, “consolida a base de cooperação entre as duas regiões, e que ambas as partes se têm empenhado em expandir e aprofundar o intercâmbio e a cooperação em diversos domínios”. Além disso, frisou que “Macau vai continuar a desenvolver as suas vantagens únicas e colaborar com Xangai nas áreas prioritárias de forma a criar um futuro com uma cooperação mais alargada”.

      Ho Iat Seng aproveitou para dizer que Macau e Hengqin têm “várias medidas favoráveis”, nomeadamente no que toca às recentes medidas de entrada e saída, que dão uma “nova dinâmica ao desenvolvimento integrado entre Macau e Hengqin e à diversificação da economia de Macau, apoiando a integração de Macau no desenvolvimento nacional e a construção da Grande Baía”.

      Por seu turno, o responsável de Xangai destacou a “relação estreita” entre Xangai e Macau, “que se tornaram ainda mais estreitos após a criação do mecanismo da reunião de cooperação Xangai-Macau, em 2019”. Gong Zheng  frisou que, actualmente, Xangai está a concentrar-se na missão de “construir centros internacionais de economia, finanças, comércio, transporte e inovação científica e tecnológica”, no aprofundamento abrangente da reforma e abertura, no desenvolvimento de alta qualidade e na construção acelerada de uma metrópole moderna, socialista e internacional com influência global.

      Citado no comunicado do Governo de Macau, Gong Zheng considerou existir “grande espaço de cooperação entre as duas regiões, que devem agarrar as oportunidades de desenvolvimento de alta qualidade geradas pela construção da ‘Uma Faixa, Uma Rota’, reforçando a complementaridade de recursos e a aprendizagem de experiências mútuas, de modo a conseguir mais conquistas e a contribuir mais para o desenvolvimento nacional”.

      O responsável de Xangai fez ainda votos de “reforçar a cooperação económica, comercial e industrial, desenvolver cooperação prática nas áreas da biomedicina, finanças, convenções e exposições, bem como promover o estabelecimento de contactos mais estreitos entre as universidades e instituições de investigação científica das duas cidades de forma a promover a optimização e a modernização da estrutura industrial”.

      Por fim, lembrou que “Xangai e Macau são também pontos de encontro das culturas chinesa e ocidental onde se encontram os encantos internacional e oriental” e, assim, espera “reforçar a cooperação bilateral nas áreas de turismo e cultura para que os residentes das duas cidades possam apreciar o encanto de cada uma destas cidades”.

      Após a reunião foi assinado um memorando de entendimento sobre a cooperação de saúde, um acordo de cooperação em ciência e tecnologia meteorológica, um memorando de entendimento no âmbito da cooperação e intercâmbio na área da educação e um acordo-quadro de cooperação entre a Universidade de Macau e Universidade de Ciência Política e Direito da China, entre outros.