Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
28.9 °
27.9 °
83 %
4.6kmh
40 %
Sáb
28 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeVenetian volta a acolher mais um Fórum e Exposição Internacional de Cooperação...

      Venetian volta a acolher mais um Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau

      Entre os dias 28 e 30 de Março o “MIECF” volta a juntar especialistas na área da ecologia aplicada às empresas e indústrias, com expositores locais e internacionais, palestras sobre temas como a ESG (Ecologia, Social e Governança) e oportunidades de bolsas de contactos comerciais que pretendem desenvolver a economia verde em Macau e Hengqin.

       

      A Cotai Expo do Venetian Macau volta a ser palco de mais um MIECF – o Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau, que este ano decorre entre os dias 28 e 30 de Março. O evento co-organizado pela Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) e o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) centra-se numa série de fóruns internacionais de temas especializados, exposições e bolsas de contactos verdes, assim como o Dia Verde aberto ao público e diversas actividades de intercâmbio. O foco, esse, é sempre o mesmo: a transformação verde da sociedade, “ESG” (ecologia, social e governança), finanças verdes e a indústria de tecnologias verdes, com o objectivo de permitir que todos os participantes tenham um melhor conhecimento sobre as tendências mais recentes de desenvolvimento da indústria ambiental e também para que possam explorar novas oportunidades de investimento e cooperação internacional, referiu a organização.

      Com o lema “Alcançar a meta dupla de carbono através da transformação verde”, o evento irá no primeiro dia de seminários apresentar uma palestra sob o tema “Novas Oportunidades de Transformação Verde e de Baixo Carbono através das Finanças”, com a presença de várias figuras da banca de Macau como Verónica Kuan Evans, administradora do Conselho de Administração da Autoridade Monetária de Macau, que irá presidir a sessão, e ainda Ip Sio Kai, presidente da Associação de Bancos de Macau e actual presidente da Aliança de Finanças Verdes da Grande Baía Guangdong–Hong Kong–Macau, ou Carlos Cid Álvares, director executivo do Banco Nacional Ultramarino. Durante o seminário, estes irão discutir a forma como os bancos podem promover as práticas da transformação financeira, e como os investimentos de ESG podem contribuir para um desenvolvimento sustentável e de alta qualidade da economia, bem como se pode proceder à articulação do mercado nacional com os padrões financeiros sustentáveis da Europa.

      O segundo seminário temático terá como tema “Colaborações Intersectoriais com vista a Potenciar o Desenvolvimento da Economia Circular” e será presidido pela sócia da PwC Hong Kong na área de Clima e Práticas de Sustentabilidade, Cindy Ngan, e contará com o contributo de Raymond Leung, director de Tecnologia da Huawei International, Ho De Leong, presidente da Associação de Gestão de Resíduos da Malásia, Hok Meng, vice-presidente adjunta de Desenvolvimento Sustentável e Integração de MGM China Holdings e ainda Mohamad Bijaksana Junerosano, especialista na área da economia circular e fundador e presidente da Greeneration Foundation da Indonésia. Os convidados apresentarão os seus pontos de vista sobre matérias como os papéis e as funções de diferentes indústrias na economia circular, as formas de reduzir a emissão de carbono através da cooperação de várias partes da cadeia e o contributo da tecnologia digital na inovação da economia circular.

       

      BOLSAS VERDES

       

      Durante o Fórum, várias bolsas de contactos temáticas serão providenciadas. Estas irão abranger matérias como contactos comerciais entre Macau e Hengqin sobre a protecção ambiental, aquisição de projectos ambientais das PME por empresas integradas de turismo e lazer, cadeia de abastecimento verde de ‘big health’, tecnologia verde e comércio de carbono e energia verde internacional. Os visitantes e expositores interessados em participar nas Bolsas de Contactos Verdes já podem efectuar a sua inscrição, indicou ainda a organização, acrescentando que irá emparelhar as empresas com potenciais parceiros, com base nas suas intenções de oferta e de procura, de modo a ajudar os visitantes e expositores nacionais e internacionais a encontrarem oportunidades de negócio e de cooperação do sector de protecção ambiental de todo o mundo. Além disso, na Zona de Bolsas de Contactos Verdes, estarão presentes intérpretes e pessoal competente para fornecer informações relacionadas com as sessões e prestar serviços de apoio necessários.

      O MIECF foi lançado em 2008 e acreditado pela Associação Global da Indústria de Exposições (UFI) em 2011, acolhendo conferências temáticas, fóruns ecológicos, promoção de projectos e encontros de empresas. De acordo com a estratégia de desenvolvimento de diversificação adequada “1+4”, o evento centra-se no desenvolvimento ecológico da indústria do turismo e do lazer, bem como nas quatro indústrias-chave, para facilitar ainda mais o intercâmbio internacional e a cooperação em matéria de proteção ambiental entre governos, indústrias, universidades, institutos de investigação, utilizadores e investidores, demonstrando plenamente o seu papel como plataforma internacional profissional para a protecção ambiental, destacou ainda a organização do evento.

       

      José Carlos Pimenta Machado, vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, será orador no “Fórum Verde”

       

      O segundo dia de conferências do Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau, no dia 29 de Março, contará com a presença do vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), José Carlos Pimenta Machado, que irá abordar o tema “Cidades Verdes de Portugal: Lisboa & Guimarães – Exemplos de Neutralidade de Carbono para a Acção Climática”. A sessão agendada para decorrer da parte da manhã na sala de reuniões Sicily do Venetian Macau contará ainda com o contributo de muitos outros especialistas, académicos e profissionais da indústria nacionais e estrangeiros, que foram convidados para compartilharem directrizes e estratégias de forma a impulsionar a transformação ecológica e o desenvolvimento sustentável das cidades. O evento pretende ainda servir como uma plataforma de troca de informações ambientais a nível internacional para todas as partes participantes, num esforço conjunto para combater as alterações climáticas e criar um futuro urbano sustentável, frisou a entidade organizadora. Intitulada “Criação de um Plano para uma Cidade Neutra em Carbono para Combater as Alterações Climáticas”, a sessão terá como moderador o professor associado do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Macau, Kou Kun Pang. A darem os seus contributos estarão ainda Cui Dandan, Xu Guangzhen, Liu Yang, do Ministério da Ecologia e Ambiente da República Popular da China; Luo Zhaohui, engenheiro sénior do Instituto de Ciências Ambientais do Sul da China; Isabella Huang Loh, presidente do Conselho do Ambiente de Singapura, e ainda Gary Grant, director técnico da empresa Consultoria de Infraestruturas Verdes, do Reino Unido.