Edição do dia

Sexta-feira, 19 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.8 ° C
27.9 °
26.5 °
89 %
8.8kmh
40 %
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeIAS aumenta em 3% apoio financeiro para despesas com pessoal dos equipamentos...

      IAS aumenta em 3% apoio financeiro para despesas com pessoal dos equipamentos sociais

      O Instituto de Acção Social (IAS) anunciou um aumento de 3% para que os equipamentos sociais aumentem a remuneração dos seus trabalhadores. A medida é bem-vinda por associações como a Caritas e a União Geral das Associações dos Moradores de Macau.

       

      O Instituto de Acção Social (IAS) anunciou na sexta-feira um aumento de 3% para despesas com o pessoal dos equipamentos sociais subsidiados. Com a medida, o organismo espera que os equipamentos sociais possam aumentar a remuneração dos seus trabalhadores, de forma a consolidar melhor a equipa, “com vista a proporcionar serviços sociais estáveis e de alta eficácia”.

      “O IAS irá continuar a prestar atenção à situação de funcionamento dos equipamentos sociais subsidiados para assegurar o desenvolvimento estável dos serviços sociais”, lê-se no comunicado, que diz também que este aumento vai beneficiar mais de 4.800 trabalhadores, com o retroactivo a partir do dia 1 de Janeiro de 2024. Esta medida corresponde a uma despesa extra de mais de 40 milhões de patacas.

      A medida é vista com bons olhos por parte das associações. Paul Pun, secretário-geral da Caritas Macau, lembrou, em declarações ao Jornal Ou Mun, que o pessoal dos equipamentos sociais não era aumentado há vários anos. Por isso, “tendo em conta a actual conjuntura económica, a atribuição de recursos adicionais pelo Governo para aumentar o subsídio para o pessoal dos serviços sociais é uma medida positiva, que também afirma e reconhece o trabalho do pessoal do sector dos serviços sociais e que se considera ser conducente à promoção do desenvolvimento de melhores serviços sociais”. Segundo Paul Pun, só na Caritas, mais de 1.400 trabalhadores serão aumentados na sequência desta medida do IAS.

      Por outro lado, Ng Siu Lai, presidente da União Geral das Associações dos Moradores de Macau, também referiu que este aumento é visto como um “reconhecimento dos serviços sociais”. Também em declarações ao Jornal Ou Mun, garantiu que os Moradores irão aumentar os salários dos trabalhadores dos seus equipamentos sociais, envolvendo mais de 600 funcionários.

       

      AGENTES DE ACONSELHAMENTO DAS ESCOLAS EXCLUÍDOS

       

      Contudo, há uma classe profissional que acaba excluída deste plano do IAS: os agentes de aconselhamento das escolas. O alerta foi dado pelo deputado Leong Sun Iok, que, em declarações ao Jornal do Cidadão, disse esperar que o Governo desse atenção a estes profissionais de forma a serem também eles abrangidos pelos aumentos.

      Leong Sun Iok ressalvou que este ajustamento “pode estabilizar a equipa dos serviços sociais”, cujo pessoal continua a enfrentar pressão económica mesmo após o fim da pandemia. Por outro lado, “após a epidemia, devido a vários factores objectivos, tais como problemas financeiros e familiares, há uma procura crescente de assistência psicológica, e a carga de trabalho do pessoal dos serviços sociais tem vindo a aumentar de acordo com as mudanças na sociedade, pelo que um aumento do salário e dos subsídios ajudará definitivamente a elevar o moral do pessoal dos serviços sociais”.