Edição do dia

Domingo, 3 de Março, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
18.9 °
14.9 °
88 %
1.5kmh
40 %
Dom
20 °
Seg
22 °
Ter
23 °
Qua
24 °
Qui
19 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Recolha de lixo aumentou 30% na véspera do Ano Novo Lunar

      Recolha de lixo aumentou 30% na véspera do Ano Novo Lunar

      Foram recolhidas, nos últimos dias, mais de 800 toneladas de resíduos domésticos em Macau. A Companhia de Sistemas de Resíduos (CSR) sublinhou que o final do ano lunar é sempre marcado pela subida do volume da recolha de lixo, revelando que o despejo de resíduos de grande dimensão duplicou para cerca de 40 toneladas por dia. A empresa apela ainda ao público para que, após os rituais de culto do Ano Novo Lunar, se extingue completamente o fogo dos papéis votivos antes de os deitar no lixo.

       

      A quantidade da recolha de lixo em Macau subiu 30% esta semana, véspera do Ano Novo Lunar, em comparação com os dias normais. O referido aumento é igual ao registado no mesmo período do ano passado. A Companhia de Sistemas de Resíduos (CSR) revelou que, actualmente, o volume de resíduos domésticos é superior a uma média diária de 800 toneladas, prevendo-se que a totalidade da recolha de resíduos gerais acrescente ainda mais nos últimos dois dias, para quase 1.200 toneladas por dia.

      Com a aproximação da Festa da Primavera, que se celebra a partir deste fim-de-semana, muitos residentes de Macau começaram os trabalhos preparatórios para a festividade, incluindo a realização de uma limpeza de grande escala, que normalmente se faz no 28.º dia de Dezembro do calendário lunar, ou seja, na passada quarta-feira. A limpeza, na cultura chinesa, dá um significado de despedida do ano antigo e de preparação para acolher um novo ano.

      “Quando chega o final do ano do calendário lunar, há sempre uma subida significativa na quantidade de resíduos gerais, tanto como os de grande dimensão. À medida que os residentes se apressam a arrumar a sua casa ou até lojas ou escritórios antes da época festiva, o volume da recolha de lixo de grande dimensão duplica face aos dias normais, passando de cerca de 20 toneladas para quase 40 toneladas por dia”, adiantou Hong Cheong Fai, director-geral da CSR, citado pelo Jornal Ou Mun.

      A CSR e o Instituto para os Assuntos Municipais (IAM), no âmbito do reforço dos trabalhos de higiene ambiental da comunidade na véspera do Ano Novo Lunar, estabeleceram 136 locais de recolha de lixo de grande dimensão, 109 dos quais localizam-se na Península de Macau, 16 na Taipa e 11 em Coloane. Esses postos de recolha funcionam até hoje, onde o público pode depositar os resíduos de grande dimensão entre as 20h e as 23h.

      Segundo noticiou o canal chinês da TDM, Hong Cheong Fai realçou que os resíduos de grande dimensão depositados foram principalmente mobílias, mas a empresa detectou ainda que “o problema do abandono ilegal de resíduos de obras de remodelação é grave”. “A situação piorou muito mais em relação aos anos anteriores, o despejo de resíduos de obras simples de casa registou um volume de várias toneladas por dia nos últimos dez dias”, acrescentou.

      O líder da empresa adjudicada de serviços públicos de limpeza garantiu que tem vindo a aumentar o número de recolha de lixo nesta altura, tendo este ano aumentado um terço no número de viagens de recolha de lixo, passado de 40 para 60 vezes de recolha por dia. Foram também adicionados 13 itinerários temporários aos 19 itinerários iniciais para as viagens dos veículos de recolha de lixo. Além disso, segundo o mesmo, o pessoal da empresa cancelou as suas férias durante este período para ajudar a reforçar o trabalho de higiene da sociedade.

      Hong Cheong Fai, por outro lado, expôs que têm sido registados recentemente incêndios todos os dias, durante o processo de recolha de lixo. Os incêndios acontecem quer nos contentores de compressão de lixo quer nos postos públicos de recolha dos resíduos domésticos.

      “Após a investigação, verifica-se que a maioria dos incêndios foi provocado pelos papéis votivos que continuam a arder depois de terem sido deitados no lixo”, avançou Hong, apelando ao público para que verifique se o fogo está completamente extinto antes de despejar os papéis votivos queimados nos postos de recolha de lixo.