Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.9 ° C
25.4 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
75 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Em menos de três anos foram emitidas 1.500 acusações por fumar onde...

      Em menos de três anos foram emitidas 1.500 acusações por fumar onde é proibido

      Entre 2021 e Novembro de 2023, as autoridades emitiram cerca de 1.500 acusações relativas a casos em que cidadãos estavam a fumar em locais onde é proibido fazê-lo. Em resposta a uma interpelação da deputada Lo Choi In, os Serviços de Saúde dizem também que, nesse período, houve cerca de 10 mil inspecções de controlo do tabagismo a estabelecimentos frequentados por jovens.

       

      Em menos de três anos – entre 2021 e Novembro de 2023 – as autoridades emitiram cerca de 1.500 acusações relativas a casos em que cidadãos estavam a fumar em locais onde é proibido fazê-lo. A informação foi dada pelos Serviços de Saúde, na resposta a uma interpelação escrita da deputada Lo Choi In.

      As autoridades indicaram também que, nesse período, foram realizadas um total de 89 operações conjuntas, tendo sido contabilizadas cerca de 10 mil inspecções aos estabelecimentos frequentados pelos jovens.

      “Os Serviços de Saúde têm dado grande importância ao trabalho de controlo do tabagismo entre as camadas mais jovens e realizado várias campanhas de sensibilização específicas, incluindo a divulgação da lei junto dos estabelecimentos de venda de produtos do tabaco, o combate aos actos ilegais de fumar por jovens em redor das escolas e a distribuição de panfletos informativos sobre os malefícios do tabaco”, lê-se na resposta dos Serviços de Saúde.

      Para sensibilizar os jovens, os Serviços de Saúde vão conceder apoios financeiros a associações de controlo do tabagismo para actividades como teatros itinerantes, ‘roadshows’, ‘workshops’, palestras, jogos online e exposições.

      Recorde-se que, de acordo com a nova lei do controlo do tabagismo, os Serviços de Saúde têm de elaborar, a cada três anos, um relatório de acompanhamento e avaliação do regime, sendo que este ano será publicado um novo relatório que irá incluir opiniões e sugestões de diversos sectores da sociedade de Macau e tomadas como referência as políticas e medidas de outros países e regiões, com vista a apresentar sugestões para os trabalhos de controlo do tabagismo em Macau.

      Os Serviços de Saúde lembram também que, caso sejam detectados fumadores com idade inferior a 16 anos, os seus pais ou encarregados de educação serão notificados por ofício, bem como será averiguada a origem do tabaco. Além disso, as autoridades “procedem à recolha e à organização da lista dos pontos negros onde os jovens costumam circular e se juntam para fumar, bem como à definição de estratégias e à realização de inspecções específicas, por exemplo, destacar pessoal em serviço para efectuar inspecções surpresas aos alunos durante o intervalo de almoço e fora do horário escolar, com vista a elevar a eficácia da execução da lei e o seu grau de divulgação”.

      Na interpelação, a deputada Lo Choi In dizia que, “segundo muitas instituições de serviços sociais e assistentes sociais, o consumo de tabaco por adolescentes continua a ser comum, e muitos deles continuam a comprar facilmente produtos de tabaco nos supermercados, lojas de conveniência e mercearias”.