Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
23.9 ° C
27.6 °
22.9 °
88 %
2.1kmh
75 %
Qui
24 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Esperados mais oito médicos portugueses em Macau

      Esperados mais oito médicos portugueses em Macau

       

      O director dos Serviços de Saúde adiantou na sexta-feira, à margem da inauguração do Edifício de Especialidade de Saúde Pública, que devem chegar de Portugal mais oito médicos para exercerem no território. Em declarações citadas pela TDM Canal Macau, Alvis Lo explicou que, no processo de recrutamento de médicos em Portugal, foram recebidas 12 candidaturas, sendo que oito delas reuniam as condições para poderem vir para o território. Falta agora apenas finalizar o processo de recrutamento desses oito candidatos.

      Em Maio, Elsie Ao Ieong, secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, esteve em Portugal, onde discutiu com a Ordem dos Médicos a possibilidade de profissionais portugueses virem trabalhar para Macau. Aliás, durante a visita, foram entrevistados médicos portugueses no âmbito do recrutamento para o novo Hospital das Ilhas, que, foi entretanto anunciado, irá abrir em fase experimental a 20 de Dezembro.

      As cooperações na área da saúde e do ensino e investigação académica foram os maiores interesses da viagem de Elsie Ao Ieong a Portugal, em Maio. A secretária para os Assuntos Sociais e Cultura teve encontros com o Ministro da Saúde de Portugal, Manuel Pizarro, e com a Ordem dos Médicos de Portugal, tendo trocado opiniões sobre a cooperação na área da saúde, a formação de quadro qualificados e o desenvolvimento da indústria da saúde.

      Nessa reunião com Manuel Pizarro, a secretária manifestou a esperança de que o Governo português pudesse ajudar a resolver o problema do cálculo da pensão da aposentação e da antiguidade do serviço em Portugal dos médicos portugueses depois de virem trabalhar em Macau, de modo a que os profissionais médicos pudessem “trabalhar em Macau com tranquilidade”.

      A responsável lembrou ainda que a equipa dos Serviços de Saúde de Macau realizou uma visita à Ordem dos Médicos de Portugal, expressando “forte apoio” ao plano da RAEM de enviar periodicamente médicos a Portugal para participarem em acções de formação médica, tanto como no recrutamento de médicos especialistas em Portugal que faltem em Macau.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau