Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.9 ° C
25.4 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
75 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade UM recebe 4.400 novos alunos para este ano lectivo  

      UM recebe 4.400 novos alunos para este ano lectivo  

      Com mais de 1.900 novos alunos de licenciatura e 2.500 nos cursos de pós-graduação, a Universidade de Macau (UM) continua a registar um aumento de inscrição académica neste ano lectivo. Na cerimónia de abertura do ano académico de ontem, Song Yonghua, reitor da UM, anunciou que a instituição terá sete novos cursos relacionados com Direito, Filosofia e Inteligência Artificial.

       

      A Universidade de Macau (UM) começou ontem o novo ano académico e deu as boas vindas a 4.400 novos alunos. Para o ano lectivo 2023/2024, mais de 1.900 alunos inscreveram-se nos cursos de licenciatura e quase 2.500 vão frequentar os cursos de pós-graduação.

      Os números foram adiantados num comunicado de imprensa divulgado pela instituição de ensino superior local. Recorde-se que o número de alunos matriculados nos cursos de licenciatura e de pós-graduação na UM tem vindo a crescer, com 3.900 estudantes admitidos no ano passado e 3.500 em 2021.

      No seu discurso proferido na cerimónia, Song Yonghua, reitor da UM, revelou que a instituição lançou este ano vários novos programas para satisfazer os objectivos políticos do Governo da RAEM e as necessidades de desenvolvimento social.

      Os novos cursos incluem a Licenciatura em Direito Chinês e Estudos Jurídicos Globais, que é leccionada em língua inglesa e visa atrair estudantes locais, do interior da China e do estrangeiro. Além disso, há seis novos programas de pós-graduação em Filosofia, Inteligência Artificial, Robótica e Sistemas Autónomos, Ambiente e Segurança Costeira, Materiais Inovadores e Administração de Medicamentos.

      Sublinhando que este ano marca o início de uma nova fase pós-epidémica, Song Yonghua assegurou que a UM seguirá de perto a estratégia de desenvolvimento do país e a orientação política de Macau, continuando e reforçando o cultivo de talentos, bem como promovendo a colaboração entre a indústria e a academia e a investigação.

      Song Yonghua expressou a sua esperança de que os novos alunos “sejam corajosos e inovadores”, “abracem as oportunidades e os desafios trazidos por uma nova ronda de revolução tecnológica e transformação industrial” e “se tornem globalmente competitivos”.

      Nesse sentido, o responsável destacou que a instituição atribui grande importância à investigação e à inovação e está empenhada em promover uma cultura e um ambiente académicos que proporcionem aos estudantes mais oportunidades de participar na investigação científica e interdisciplinar de ponta.

      A UM, além disso, concedeu ontem uma série de bolsas de estudo a cerca de 700 novos alunos, a fim de apoiar o seu desenvolvimento. Na ocasião foi realizada também a primeira palestra para os novos alunos sobre a história e as realizações académicas da UM. Cerca de 2.000 estudantes, professores e funcionários da UM participaram na cerimónia.