Edição do dia

Sábado, 22 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.9 ° C
31.9 °
30.9 °
79 %
4.1kmh
40 %
Sáb
31 °
Dom
30 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeConselho Consultivo para os Assuntos Municipais sugere remodelação do Mercado de Coloane...

      Conselho Consultivo para os Assuntos Municipais sugere remodelação do Mercado de Coloane  

      O negócio no Mercado Municipal de Coloane dominou a última sessão ordinária do Conselho Consultivo para os Assuntos Municipais, onde os membros alertaram para a diminuição de clientes regulares do mercado após muitos moradores portugueses da zona terem regressado a Portugal. No Mercado de Coloane, que tem 130 anos de história, restam apenas duas bancas em operação. Assim, foi sugerido o reordenamento do espaço para melhorar o ambiente interior do mercado e diversificar as bancas de venda.

       

      Vários membros do Conselho Consultivo para os Assuntos Municipais pediram ao Governo que avance para o replaneamento e obras de remodelação do Mercado Municipal de Coloane, sendo que o mercado está a perder clientes e os arrendatários deixaram de estar interessados na operação comercial. A saída dos portugueses é apontada como um dos factores que levaram à quebra de negócio neste mercado.

      “O envelhecimento da população que mora na respectiva zona, o estilo de vida e os hábitos alimentares dos cidadãos mais jovens são diferentes dos da geração mais velha e, além disso, a maioria dos residentes portugueses que iam fazer compras no mercado regressaram ao seu local de origem para viver, tendo o número de clientes habituais diminuído significativamente”, destacaram os delegados do conselho na reunião ordinária, que decorreu na passada terça-feira.

      Os membros O Cheng Wong, Ku Man Tat, Lo Kam Kuan, Chan Pou Sam, ressalvaram que as funções originais do mercado “estão constantemente a enfraquecer, ou mesmo a perder-se”, sendo que a redução drástica do número de compradores e da vontade da operação das bancas é significativa.

      “O mercado foi instalado originalmente com 23 bancas, incluindo de vendilhões, que foram diminuindo gradualmente, e actualmente existem apenas duas bancas, nomeadamente uma banca de vegetais e uma mercearia. Os outros operadores deixaram o mercado um após o outro, as bancas ficaram vazias, apresentando um cenário de decadência e solidão”, enfatizaram, na sua intervenção antes da ordem do dia da sessão.

      Localizado na Vila de Coloane, o Mercado Municipal de Coloane foi construído em 1892, sob despacho do então Governador de Macau, Custódio Miguel de Borja, e inaugurado em 1893. O Mercado de Coloane é um dos nove mercados tradicionais existentes em Macau, ocupando uma área de 400 metros quadrados. Segundo descreveram os membros do conselho, o edifício apresenta um estilo arquitectónico único devido à sua aparência de pavilhão, juntamente com os reparos e adição de mais bancas, o local foi bem recebido pelos residentes chineses e estrangeiros durante um longo período de história.

      Recorde-se que o problema da diminuição de clientes do mercado já vem sendo tema de discussão no Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) desde 2016. José Tavares, presidente do IAM, revelou nessa altura que o Mercado de Coloane apresentava a maior taxa de desocupação entre os mercados locais. O organismo decidiu, em 2018, lançar um plano de revitalização para assegurar a operação deste mercado.

      Nesse sentido, os membros afirmaram que a má ventilação, infiltrações e falta de lugares de estacionamento são os motivos que impedem os cidadãos de escolher fazer compras no Mercado de Coloane. Sugeriram ainda que sejam acrescentados estabelecimentos de comidas e casas de chá, para que se torne num sítio para os cidadãos fazerem compras, nomeadamente os moradores do One Oasis, Praia Park, Hellene Garden de Hac Sá e dos Jardins de Cheoc Van, ou até para turistas.