Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
94 %
5.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeNúmero de mortos é 10 vezes superior ao normal, aponta associação de...

      Número de mortos é 10 vezes superior ao normal, aponta associação de agências funerárias

      Cheung Chi Wai, presidente da Câmara de Comércio dos Negociantes Funerários de Macau, diz que o aumento do número de óbitos em Macau tem sido exponencial nas últimas semanas. O responsável adiantou que o número de mortos é 10 vezes superior ao normal. Há dias, o director dos Serviços de Saúde justificou a pressão nos serviços funerários dizendo que muitos trabalhadores do sector estavam infectados com Covid-19, mas Cheung Chi Wai contradisse a afirmação.

      Desde o início do relaxamento das restrições pandémicas, Macau tem registado um aumento significativo de óbitos. Cheung Chi Wai, presidente Câmara de Comércio dos Negociantes Funerários de Macau, disse mesmo, em declarações ao Jornal do Cidadão, que o número diário de mortes foi 10 vezes superior ao normal.

      No mês de Dezembro disparou o número de óbitos em Macau. Só nesse mês foram registadas mais de 600 mortes. A escala do aumento é visível quando comparado com os números de 2021. No total, nesse ano registaram-se 2.320 óbitos, o que dá uma média de cerca de 193 por mês. No último trimestre de 2021 registaram-se 608 mortos.

      Ainda assim, as autoridades de saúde não atribuem à pandemia este aumento exponencial de óbitos. Sobre a grande sobrecarga que se verifica nas casas mortuárias e nos serviços funerários, Alvis Lo também não quis atribuir a situação ao aumento das mortes ligadas à Covid-19 e justificou-a, na conferência de imprensa da semana passada, com o facto de muitos trabalhadores do sector funerário estarem infectados.

      Cheung Chi Wai contestou a afirmação. O presidente da Câmara de Comércio dos Negociantes Funerários de Macau disse que, embora seja verdade que alguns profissionais estão infectados, “o trabalho da indústria não foi interrompido, tem funcionado diariamente e não está em causa que o trabalho dos profissionais seja interrompido devido à doença”.

      O responsável disse também que, actualmente, as funerárias têm capacidade para tratar de mais de 20 corpos por dia, “mas o número diário de mortes em Macau é muito superior a essa capacidade, resultando na acumulação de corpos”. Por isso, Cheung Chi Wai sugeriu que o Governo utilize mais os materiais de conservação de cadáveres, em vez de os armazenar em câmaras frigoríficas.

      Muitas famílias transportam os corpos dos falecidos para Zhuhai para que sejam cremados lá. O responsável apontou que o número de corpos transportados para cremação em Zhuhai depende dos materiais de conservação dos cadáveres do hospital Kiang Wu, dado que é a única instituição que faz o procedimento. Cerca de 20 corpos são transportados diariamente para a cidade vizinha para cremação e actualmente também os crematórios de Zhuhai estão sobrecarregados.

      Além disso, o responsável pediu também que se faça “um uso eficiente das instalações de cremação no Cemitério Municipal de Coloane para acelerar o processamento”. Segundo Cheung Chi Wai, desde a sua inauguração até agora, o crematório de Coloane só processou dois corpos. “Não se sabe por que razão a taxa de utilização é tão baixa”, afirmou. “O Governo deve optimizar antecipadamente as instalações de cremação para que a próxima vaga da epidemia não conduza a uma acumulação de cadáveres”, pediu.