Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
94 %
5.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaEspírito do 20º Congresso Nacional é uma “tarefa importante” para a...

      Espírito do 20º Congresso Nacional é uma “tarefa importante” para a RAEM, aponta Ho Iat Seng  

      Logo depois do encerramento do 20º Congresso Nacional do Partido Comunista da China e da confirmação dos elementos da nova liderança central, o Chefe do Executivo de Macau, Ho Iat Seng, aproveitou para enaltecer a realização com sucesso do Congresso e afirmou o pleno apoio à nova composição do Comité Central. O líder da RAEM destacou que estudar e implementar o espírito do 20º Congresso é uma “tarefa importante” no presente e no futuro e garante que vai liderar todos os sectores da sociedade para implementar os trabalhos relacionados com Macau.

       

      O 20º Congresso Nacional do Partido Comunista da China encerrou no sábado após uma jornada de sete dias. O Chefe do Executivo felicitou “o sucesso” da realização do Congresso, considerando que “estudar e implementar o espírito do 20º Congresso é uma tarefa importante no presente e no futuro”, e fez um apelo para a sociedade promover o desenvolvimento de Macau com a implementação das ideias transmitidas no Congresso.

      “Todos os sectores da sociedade devem estudar cuidadosamente, compreender correctamwente e implementar escrupulosamente o espírito do 20.º Congresso transformando as decisões e disposições do 20º Congresso em acções práticas de forma a planear e a promover o desenvolvimento de Macau nesta nova era”, sublinhou o líder da RAEM, numa nota de imprensa divulgada com o objectivo de saudar, em representação do Governo da RAEM e da população, o Congresso.

      Atendendo ao relatório do 20º Congresso e ao discurso proferido por Xi Jinping, secretário-geral do Partido Comunista da China, Presidente da República Popular da China e Presidente da Comissão Militar Central, Ho Iat Seng salientou que a exposição indicou “a direcção para a prática bem-sucedida de ‘Um País, Dois Sistemas’, o que dinamiza a confiança e a moral das pessoas”. O governante disse acreditar que, com o encerramento do Congresso, a China está a caminhar para um novo e melhor desenvolvimento, e irá disponibilizar mais oportunidades para o desenvolvimento e progresso de Macau.

      Nesse sentido, “o Governo da RAEM vai unir e liderar todos os sectores da sociedade de Macau, sob as orientações do espírito do 20º Congresso, e implementar escrupulosamente os princípios ‘Um país, dois sistemas’ na defesa do poder pleno da governação do Governo Central e na implementação do princípio ‘Macau governado por patriotas’”, pode ler-se na nota do Executivo.

      Ho Iat Seng prometeu que a RAEM vai aproveitar as oportunidades de crescimento geradas pelo desenvolvimento nacional e acelerar a integração na conjuntura de progresso nacional. Referiu ainda que irá continuar a defender a segurança, a prosperidade e estabilidade de Macau a longo prazo, de forma a dar contributos para a revitalização da nação chinesa.

      No mesmo comunicado, o Chefe do Executivo assinalou, por outro lado, “a importância extrema” da realização do 20º Congresso, por decorrer numa altura considerada crítica, em que a China começa uma nova jornada de construção de um país socialista moderno e está no caminho do seu segundo centenário como Partido.

      Recorde-se que parte da agenda que merece atenção da sociedade é a eleição dos elementos do 20º Comité Central do Partido Comunista da China e da 20ª Comissão Central de Inspeção Disciplinar do PCC, bem como a aprovação da resolução sobre o relatório de trabalho do 19º Comité Central do PCC e da 19ª Comissão Central de Inspeção Disciplinar do PCC, e sobre a emenda à Constituição do PCC.

      Ho Iat Seng considerou que o tema do relatório do congresso é “claro, de conotação rica, com uma visão de longo prazo e inspirador”, e que o discurso feito pelo Presidente Xi Jinping “alcançou o objectivo de unir o pensamento, reforçar a confiança, clarificar a direcção e inspirar o espírito de luta”, asseverando que as decisões tomadas na ocasião vão ter efeitos no rejuvenescimento da nação e na “conquista de novas vitórias do socialismo com características chinesas”.

      O governante salientou ainda que, durante a realização do 20º Congresso, o Governo juntou todos os sectores da sociedade para estudar de modo proactivo o espírito do Congresso, o que desencadeou uma vaga de interesse da aprendizagem do pensamento da ocasião. “O 20º Congresso reforça a consciência nacional e o espírito patriótico dos compatriotas de Macau, o seu sentido de honra e de missão como chineses, bem como reforça a sua confiança no futuro brilhante da Pátria e de Macau”, enaltece.

       

      APOIO PLENO A NOVA LIDERANÇA CENTRAL

       

      Após o encerramento do 20º Congresso Nacional do Partido Comunista da China, realizou-se ontem em Pequim a primeira reunião plenária do 20º Comité Central, tendo sido eleita a nova liderança central. Na ocasião, o Presidente Xi Jingping foi reeleito como secretário-geral do Partido Comunista da China, enquanto outros membros recém-eleitos do Comité Permanente do Politburo do 20º Comité Central do PCC compreendem Li Qiang, Zhao Leji, Wang Huning, Cai Qi, Ding Xuexiang e Li Xi.

      O Chefe do Executivo, depois da divulgação dos resultados, veio a afirmar o “apoio pleno à nova liderança central” e reiterou a salvaguarda do poder pleno da governação do Governo Central e a implementação do princípio ‘Macau governado por patriotas’.

      “O Governo e todos os sectores da sociedade local vão defender firmemente a autoridade da liderança central com o Presidente Xi Jinping no núcleo, a implementação escrupulosa do pensamento de Xi Jinping sobre o socialismo com características chinesas para a nova era”, destacou Ho Iat Seng, indicando que a população de Macau “está “confiante” no futuro desenvolvimento com a liderança central ao leme.

      Segundo realçou o líder da RAEM, o Presidente Xi Jinping destacou no seu discurso que “o povo é sempre o suporte mais sólido e o alicerce mais forte, e que se deve insistir sempre que tudo é para o povo e tudo depende do povo”, e a modernização com características chinesas é o resultado da prática e exploração do PCC e do povo, sendo que a China está a “caminhar a passos largos e de cabeça erguida” numa nova etapa de construção de um país socialista moderno, mediante a modernização com características chinesas.

      Ho Iat Seng voltou dessa forma a enfatizar que a comunidade de Macau vai implementar com determinação o pensamento do 20º Congresso Nacional e as ideias dos discursos de Xi Jinping sobre os conteúdos relativos a Macau, e colaborar com a aplicação “com firmeza, coragem e união” das disposições do partido estabelecidas durante o Congresso.