Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nublado
33.2 ° C
33.2 °
33.2 °
78 %
5.2kmh
99 %
Ter
33 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeMais de 400 especialistas juntos em simpósio de ciências biomédicas da UM...

      Mais de 400 especialistas juntos em simpósio de ciências biomédicas da UM  

      Realizado pela oitava vez desde a sua criação em 2014, o evento, desta vez em formato híbrido, durou dois dias e apresentou um total de 35 palestras sobre pesquisa de ponta e tecnologia inovadora em ciências biomédicas, servindo de plataforma para investigadores e académicos de todo o mundo discutirem os últimos desenvolvimentos das ciências biomédicas.

       

      A Faculdade de Ciências da Saúde (FHS, na sigla inglesa) da Universidade de Macau (UM) organizou, pela oitava vez, o Simpósio de Ciências Biomédicas de Macau, que reuniu mais de 400 especialista de todo o mundo da área para discutir investigação de ponta e tecnologia inovadora em ciências biomédicas.

      Durante dois dias – 14 e 15 de Outubro –, o evento híbrido, que envolveu elementos presenciais e virtuais, apresentou um total de 35 palestras com médicos, investigadores e estudantes.

      No seu discurso, durante a cerimónia de abertura, o reitor da UM, Yonghua Song, reiterou que a universidade local pretende “tornar-se um importante centro de investigação na costa oeste da Grande Baía”. “A UM formulou um layout de pesquisa estratégica ‘3+3+3+3’ (três laboratórios-chave estatais, três áreas de investigação emergentes, três áreas de pesquisa interdisciplinares e três plataformas de estudo nas ciências humanas e sociais), através do qual tem aumentado a sua capacidade de investigação”, enfatizou, acrescentando que “as equipas de investigação da FHS têm produzido resultados inovadores, particularmente nas áreas de estudo do cancro”.

      Por seu turno, o director da FHS referiu que o simpósio foi criado, exclusivamente, para servir como “plataforma para investigadores e académicos de todo o mundo discutirem os últimos desenvolvimentos das ciências biomédicas”. Chuxia Deng considera que o evento “não apenas oferece uma oportunidade para cientistas trabalharem juntos em tópicos de investigação avançada, mas também uma oportunidade valiosa para os alunos aprenderem”. O responsável deixou a promessa de que a FHS “continuará a trabalhar em conjunto com especialistas e académicos de todo o mundo no campo das ciências biomédicas e combinará os seus pontos fortes para produzir mais resultados em inovação tecnológica”.

      Das diversas palestras, destacaram-se aquelas realizadas por cinco especialistas de renome mundial na área ciências biomédicas. Wang Xiaodong, director do Instituto Nacional de Ciências Biológicas de Pequim; Alex K Shalek, professor de química do Massachusetts Institute of Technology; Zou Weiping, professor da Universidade de Michigan; Fu Xiangdong, professor de Medicina Celular e Molecular da Universidade da Califórnia; e Hong Wanjin, diretor executivo do Instituto de Biologia Molecular e Celular de Singapura, partilharam as suas últimas descobertas de investigação e apontamentos sobre imunoterapia contra o cancro e o mecanismo do metabolismo celular. Todas as palestras do simpósio cobrem uma ampla gama de tópicos, incluindo imunogenicidade de células-tronco, metabolismo tumoral e vacinas virais, autofagia e biologia dos lisossomos na saúde e na doença, neurociência, envelhecimento e doenças degenerativas, respostas e regulação imunes e o desenvolvimento de sistemas inteligentes sistemas de entrega de drogas.

      O Simpósio de Ciências Biomédicas de Macau dedica-se a fornecer uma plataforma académica para especialistas e académicos em ciências biomédicas de todo o mundo trocarem ideias sobre investigação e colaboração, de modo a promover a inovação e o desenvolvimento no campo.