Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
34.3 ° C
34.3 °
34.3 °
77 %
6.1kmh
90 %
Ter
34 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeMacau renova vistos a representantes diplomáticos de Taiwan

      Macau renova vistos a representantes diplomáticos de Taiwan

       

      O ministro dos Assuntos Continentais do governo de Taipé, Chiu Tai-san, revelou que Macau concedeu uma extensão de visto aos três representantes de Taiwan na RAEM, após um impasse diplomático.

      Os vistos dos responsáveis pelo Gabinete Económico e Cultural de Taipé em Macau terminavam até 30 de Outubro e as autoridades locais exigiam que os três diplomatas assinassem um documento a apoiar a política “Uma só China”.

      Chiu Tai-san garantiu, na quinta-feira, aos jornalistas, que as autoridades de Macau “não pediram [aos representantes de Taiwan] para assinar” qualquer documento a reconhecer a soberania de Pequim.

      Recorde-se que o Gabinete Económico e Cultural de Taipé na região vizinha de Hong Kong encerrou em Julho de 2021, após a partida do último responsável, precisamente devido às autoridades de Hong Kong não lhe terem renovado o visto. Em Maio de 2021, Hong Kong tinha já encerrado o Gabinete Económico, Comercial e Cultural em Taiwan, com Macau a fazer o mesmo um mês depois.

      Segundo a imprensa de Taiwan, o ministério dos Assuntos Continentais tinha ponderado vender a Casa Memorial do Dr. Sun Yat-Sen em Macau, receando que, após a partida dos responsáveis do Gabinete, o Governo confiscasse o edifício histórico – o único local da China onde é possível içar a bandeira de Taiwan, que foi a bandeira da China continental decretada em 1928, ainda no domínio do Kuomintang.

      A Casa Memorial do Dr. Sun Yat-Sen pertence a uma empresa de Singapura, controlada pelo Ministério dos Assuntos Continentais de Taiwan, tendo vários dirigentes governamentais entre os directores e accionistas. Sun Yat-Sen (1866-1925), considerado o mentor da revolução republicana chinesa, que em 1911 pôs fim à última dinastia imperial, viveu parte da vida em Macau, então sob Administração Portuguesa.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau