Edição do dia

Sábado, 18 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.9 ° C
28.9 °
26.9 °
78 %
3.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
24 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeApós dois dias sem casos na comunidade, autoridades avisam que ainda não...

      Após dois dias sem casos na comunidade, autoridades avisam que ainda não se pode cantar vitória

      Domingo foi o segundo dia seguido sem qualquer caso de Covid-19 detectado na comunidade. No entanto, Leong Iek Hou avisou que ainda é cedo para falar em objectivo concluído. “Os cidadãos devem continuar a persistir”, indicou a chefe da Divisão de Prevenção e Controlo de Doenças Transmissíveis dos Serviços de Saúde.

       

      Domingo foi o segundo dia seguido sem casos de Covid-19 detectados na comunidade. Leong Iek Hou, chefe da Divisão de Prevenção e Controlo de Doenças Transmissíveis dos Serviços de Saúde, avisou que o objectivo não está concluído. Os responsáveis pedem cautela nesta fase de consolidação.

      No domingo foram detectados, no total, quatro novos casos de Covid-19, todos eles dentro das zonas de controlo. Já no sábado tinham sido detectados cinco casos no total, nenhum deles na comunidade.

      “Parece uma situação ideal, mas ainda é cedo. Precisamos de mais tempo para ver como vai ser. Ainda é muito cedo para dizer se podemos concretizar ou não o objectivo”, afirmou a responsável, acrescentando que “os cidadãos devem continuar a persistir” na colaboração com os trabalhos de prevenção epidémica “para podermos terminá-los rapidamente”.

      Segundo o balanço feito ontem pelo Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, desde o início do surto, a 18 de Junho, foram detectados 1.814 casos, sendo que 1.113 deles são assintomáticos.

      Ainda assim, Leong Iek Hou manifestou satisfação com os trabalhos realizados até agora. A responsável assinalou que os planos do Governo “surtiram efeito”. “Claro que pode haver alguma imperfeição e, assim, vamos continuar a melhorar para haver medidas acertadas. Não afastamos a hipótese de vir outro surto e vamos fazer um balanço”, referiu.

      Na conferência de imprensa de ontem, foi revelado que a zona do Jardim da Areia Preta, a Avenida do Hipódromo e a Avenida de Venceslau de Morais são zonas-chave. Assim, quem mora, trabalha ou esteve nessas zonas durante mais de 30 minutos terá de realizar um teste de ácido nucleico hoje ou amanhã. As pessoas que terão de realizar este teste deverão receber um SMS das autoridades a avisar.

      Neste caso, não estão isentos idosos nem bebés, à semelhança daquilo que aconteceu nas últimas rondas de testes em massa. Estas zonas abrangem um total de cerca de 30 mil pessoas, indicaram as autoridades.

      No domingo, as autoridades tinham indicado que no futuro vão instalar postos de testes de ácido nucleico em áreas exteriores. Ontem, Leong Iek Hou esclareceu que estes postos ao ar livre serão também operados por uma instituição terceira. A médica disse também que as autoridades estão agora a decidir quais as localizações mais convenientes para a população.

      Na conferência de imprensa de ontem, as autoridades voltaram a ser questionadas sobre a origem do surto. Leong Iek Hou reiterou o que já tinha dito anteriormente e assinalou que “é muito difícil encontrar o paciente zero”. A responsável atirou duas hipóteses: “Pode ter sido um produto ou um estrangeiro que já não está em Macau”. Porém, a médica garantiu que o facto de as autoridades não encontrarem o paciente zero não vai prejudicar os trabalhos de prevenção.

      O responsável dos Serviços de Polícia Unitários (SPU) contabilizou 436 reparos feitos pelas autoridades ao longo do dia de ontem a quem não cumpria as orientações sanitárias do Governo. Desde sábado, registou-se um caso de acusação por violação da lei.

       

      PONTO FINAL