Edição do dia

Sábado, 18 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.9 ° C
28.9 °
26.9 °
78 %
3.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
24 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaDez mortos em desabamento ocorrido em mina de carvão na China

      Dez mortos em desabamento ocorrido em mina de carvão na China

       

      Dez mortos e sete feridos é o balanço de um desabamento de uma secção de montanha numa mina de carvão na China, anunciou a televisão pública CCTV. O acidente ocorreu no sábado cerca das 11:15 na cidade de Baiyin, na província de Gansu, no noroeste da China, adiantou o canal, referindo que as operações de resgate já terminaram.

      Os trabalhadores deslocavam-se pela zona da mina “quando ocorreu o desmoronamento de uma encosta de montanha adjacente à mina”, que “enterrou estes mineiros, bem como veículos”, precisou o canal CCTV. No total, 17 pessoas ficaram presas nos escombros.

      Segundo o relatório final, elaborado após a descoberta do último corpo, “10 pessoas morreram e sete ficaram ligeiramente feridas”, indica a televisão pública, citando as autoridades locais. “Uma investigação está em curso para determinar as causas do acidente”, disseram as mesmas fontes.

      A segurança das minas melhorou nas últimas décadas na China, bem como a atenção dos media relativamente aos acidentes naqueles locais de trabalho, onde antes muitas regras de segurança eram ignoradas.

      Porém, os acidentes ainda ocorrem com regularidade, devido ao perigo inerente à atividade e à aplicação, por vezes aleatória, de instruções de segurança, sobretudo em locais mais rudimentares.

      Em Setembro último, 19 mineiros ficaram presos no subsolo após o colapso de uma mina de carvão na província de Qinghai (noroeste da China), tendo sido encontrados mortos após uma longa e demorada busca.

      No começo de 2021, 11 mineiros de um grupo de 22 foram resgatados de uma mina que desmoronou no leste da província de Shandong, após terem permanecido duas semanas presos a centenas de metros de profundidade.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau