Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25 ° C
25.9 °
24.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Qui
25 °
Sex
26 °
Sáb
27 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeGoverno anuncia mais três rondas de testes e abre a porta a...

      Governo anuncia mais três rondas de testes e abre a porta a “medidas mais rígidas”

      O Executivo anunciou ontem que a população terá de participar em mais três rondas de testes em massa que vão realizar-se durante esta semana que, diz Elsie Ao Ieong, é “crucial”. A secretária para os Assuntos Sociais e Cultura diz que, se se registar um grande número de casos positivos, o Governo vai ponderar “medidas mais rigorosas”, como a suspensão da actividade de toda a sociedade. O número de casos positivos de Covid-19 em Macau é já de quase 800. Nos últimos dois dias, surgiram 146 novos casos.

      Os cidadãos vão ter de participar em mais três rondas de testes em massa, que vão realizar-se ao longo desta semana. Foi isso que anunciou ontem o Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, ressalvando que, desta vez, as crianças até aos três anos de idade ficam isentas. Os resultados das próximas rondas dos testes em massa poderão significar medidas ainda mais apertadas. Elsie Ao Ieong, secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, levantou a possibilidade de pôr as actividades de toda a sociedade em suspenso.

      Numa conferência que durou duas horas e dez minutos, e que contou com a presença de 11 representantes do Governo, ficou a saber-se que, desta vez, vão juntar-se aos trabalhos dos testes em massa um total de 650 técnicos de colheita de amostras do interior da China. “Já reunimos condições para iniciar a próxima ronda de testagem em massa”, afirmou a secretária.

      Quem explicou os procedimentos das novas rondas de testes em massa foi Kong Chi Meng, director da Direcção dos Serviços de Educação e Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ), que disse que a primeira ronda começa já hoje. Assim, entre as 9h de hoje e as 18h de amanhã realiza-se a primeira ronda. A segunda ronda começa na manhã de quarta-feira e termina na tarde de quinta. Por fim, a terceira e última ronda de testes começa na sexta-feira e termina no sábado. Para o efeito, estarão disponíveis 64 postos de testes, inclusivamente 44 postos gerais, 13 pagos e sete para quem tem necessidades especiais. Há ainda veículos de testes itinerantes.

      Os cidadãos terão ainda de realizar, ao longo de cada um dos próximos seis dias, testes rápidos de antigénio e carregar os resultados na plataforma. Kong Chi Mengavisou que cada teste deverá ser feito com um intervalo de 24 horas e esclareceu que cada cidadão irá receber mais cinco kits de testes de antigénio na primeira ronda de testes. Na segunda ronda de testes irá receber dez máscaras. Na terceira e última ronda irá receber outros cinco kits de testes rápidos. O material das crianças menores de três anos poderá ser levantado nos postos pelos pais ou encarregados de educação.

      RESULTADOS DOS TESTES PODEM PRECIPITAR “MEDIDAS MAIS RÍGIDAS”

      Na conferência de imprensa, Elsie Ao Ieong disse compreender “profundamente” que os cidadãos estejam cansados das medidas impostas pelo Governo, mas apelou ao esforço da população, porque, segundo ela, “a semana que vem é crucial”.

      “Na próxima ronda, se registarmos contínuo aumento de infectados, não descartamos possibilidade de adoptar medidas mais rígidas como suspender actividade de toda a sociedade”, aventou a secretária, ressalvando que essa é uma possibilidade que o Governo quer evitar, já que causará pânico junto da população.

      Elsie Ao Ieong, que confidenciou que na manhã de ontem esteve em reunião com especialistas da cidade de Xangai, assinalou que as consequências de paralisar totalmente a cidade “são muito graves”. “Ninguém espera ter uma suspensão plena [das actividades de toda a sociedade]. Claro que podem questionar por que não ir por aí, mas o sacrifício é enorme. Poderão tomar como referência o que aconteceu em Xangai”, notou.

      “Considerando todos os aspectos, temos de avaliar se há um aumento súbito que possa resultar em muitos casos positivos. Se houver, então sim, talvez possamos ir por esta medida mais rígida”, acabou por dizer Elsie Ao Ieong.

      A governante aproveitou para agradecer o esforço da população no combate ao vírus e pediu novamente para que os cidadãos permaneçam em casa e não saiam, a não sei que seja para tratar de assuntos urgentes. A secretária foi questionada acerca da sobrecarga de trabalho a que estão sujeitos os trabalhadores da linha da frente, mas disse desconhecer a situação: “É estranho ouvir tantas vezes aqui que os trabalhadores da linha da frente estão sobrecarregados, por isso pedi informações para tentar saber a informação”.

      MAIS 146 NOVOS CASOS NOS ÚLTIMOS DOIS DIAS

      O número mais actualizado de novas infecções é relativo ao fim do dia de sábado. Na altura, registavam-se um total de 784 casos de Covid-19 originados por este surto na comunidade. Entre sexta-feira e sábado registou-se um aumento de 146 casos. Destes, explicou Alvis Lo, director dos Serviços de Saúde, há 437 homens e 347 mulheres. “Cremos que com as próximas três rondas haja um considerável número de casos positivos”, disse o médico.

      Alvis Lo salientou que, apesar do surto e dos quase 800 casos, as autoridades sanitárias têm conseguido “manter crescimento de forma estabilizada”. O director dos serviços de saúde indicou que dois terços dos 90 casos detectados no sábado foram detectados na comunidade e apenas um terço nas zonas de controlo. Isto, disse, mostra que “a propagação do vírus é muito rápida, e por isso é importante a velocidade da detecção”. “Com estas três rondas esperamos conter o surto epidémico”, referiu.

      Lei Wai Nong, secretário para a Economia e Finanças, também esteve presente na conferência de imprensa de ontem e voltou a afastar a possibilidade de encerramento dos casinos, ao contrário daquilo que aconteceu em Fevereiro de 2020. “A situação de 2020 difere da de hoje, dantes não conhecíamos o vírus. Chegando a 2022, o vírus mudou e as medidas mudaram”, afirmou o secretário, acrescentando que o Governo vai apenas ponderar o fecho dos casinos quando surgir um caso de infecção lá dentro. “Temos de considerar o emprego das muitas pessoas do sector do jogo”, frisou.

      SERVIÇOS PÚBLICOS A MEIO GÁS DURANTE ESTA SEMANA

      Os Serviços de Administração e Função Pública (SAFP) anunciaram ontem que, “tendo em conta a necessidade de prestação de serviços urgentes ao público”, entre hoje e sexta-feira os serviços públicos irão assegurar a prestação de serviços limitados ao público. Ou seja, os serviços públicos estão disponíveis, mas através de marcação prévia online ou por telefone.  No ofício-circular é exigido ainda que os dirigentes dos serviços públicos devem organizar os trabalhadores no sentido de exercerem funções em casa, ou comparecerem ao serviço por períodos faseados. De acordo com o ofício-circular dos SAFP, consideram-se as faltas justificadas aos trabalhadores que não tenham sido destacados para o serviço ou outro local de trabalho, nos termos da legislação da função pública, devendo, no entanto, serem cumpridos os seus deveres, nomeadamente o de participação nos trabalhos de apoio ao controlo da epidemia, de permanecer em casa e de evitar sair à rua, sem motivos de urgência e sem necessidade.

      PONTO FINAL

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau