Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25 ° C
25.9 °
24.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Qui
25 °
Sex
26 °
Sáb
27 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioÁsiaAgência da ONU avisa para possível novo teste nuclear da Coreia do...

      Agência da ONU avisa para possível novo teste nuclear da Coreia do Norte

      O director-geral da agência para o nuclear da ONU, Rafael Grossi, avisou ontem que os especialistas daquela entidade observaram actividades na Coreia do Norte que apontam para a possibilidade de Pyongyang estar a preparar um novo teste atómico. “Vimos indicações de que um dos acessos ao local de teste nuclear de Punggye-ri foi reaberto, possivelmente para preparar um teste nuclear”, disse o director-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), na abertura da reunião de verão do Conselho de Governadores da agência que integra o sistema da Organização das Nações Unidas (ONU). “A realização de um teste nuclear violaria as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e seria motivo de séria preocupação”, acrescentou Grossi. Até hoje, a Coreia do Norte realizou seis testes nucleares, o primeiro em 2006 e o mais recente em 2017. Os inspectores da AIEA foram expulsos da Coreia do Norte em 2009 e, desde então, monitorizam as actividades do regime norte-coreano por meio de imagens de satélite. Grossi acrescentou que a Coreia do Norte também está a realizar outras actividades nucleares na instalação nuclear de Yongbyon, onde opera um reactor de 5 megawatts e onde o urânio, um material civil e militar de dupla utilização, é enriquecido. O líder da AIEA defendeu que a Coreia do Norte deve retomar, sem demora, a cooperação com a agência das Nações Unidas na aplicação plena e efetiva do seu acordo de salvaguardas (controlos) ao abrigo do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP), que Pyongyang abandonou em 2003. No início deste mês, a Coreia do Norte assumiu a presidência mensal e rotativa da Conferência de Desarmamento da ONU, algo que suscitou fortes críticas devido à política de armamento e aos ensaios com mísseis realizados pelo regime de Pyongyang, em violação das normas internacionais do Conselho de Segurança.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau