Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
25.8 ° C
25.9 °
24.9 °
89 %
3.1kmh
40 %
Qui
26 °
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeSubida da taxa de desemprego poderá ameaçar estabilidade social, diz gabinete...

      Subida da taxa de desemprego poderá ameaçar estabilidade social, diz gabinete de Wong Sio Chak

      Num relatório publicado sobre a análise do impacto do sector de jogo na estabilidade da sociedade, o Gabinete do Secretário para a Segurança sinalizou o fraco desempenho económico local, alertando que se a taxa de desemprego continuar a subir poderá ameaçar a estabilidade social. O organismo destacou ainda que a recente actualização na revisão de lei do jogo poderá aliviar ao máximo a pressão de desemprego nesse sector. Dados estatísticos revelados ontem indicam que a criminalidade no primeiro trimestre deste ano diminuiu 12% face ao período homólogo do ano passado.

       

      Com a taxa de desemprego a continuar a aumentar e a bater um novo recorde durante dois anos de pandemia, o Gabinete do Secretário para a Segurança assinalou que o território está a sofrer impactos económicos inevitáveis e graves, alertando que, “se a taxa de desemprego continuar a subir, os conflitos sociais vão certamente aumentar de uma forma contínua, o que poderá trazer factores incertos para a segurança da sociedade”.

      No entanto, as autoridades preveem que a actualização da revisão da lei do jogo, acerca dos casinos-satélite, será eficaz para “atenuar ao máximo a pressão do desemprego no sector do jogo”, criando “factores vantajosos para o desenvolvimento futuro das indústrias relacionadas com o jogo”. Os dados constam num relatório divulgado ontem pelo Gabinete do Secretário para a Segurança sobre a avaliação das relações entre a situação actual do sector do jogo e a segurança da sociedade de Macau.

      Embora tenha alertado para o risco de instabilidade social provocada pelo desemprego, cuja taxa já atingiu os 4,5% no primeiro trimestre do ano, o documento assegurou ao mesmo tempo que, até ao momento, a segurança da sociedade mantém-se estável, defendendo que o aumento da taxa de desemprego “ainda não teve qualquer influência na segurança da sociedade”.

      No decurso da apreciação da lei de jogo, o Governo alterou recentemente alguns detalhes em relação à operação dos casinos-satélite. “Este é um ajustamento adequado, que não contraria o rumo legislativo em geral da revisão da lei, que poderá eliminar plenamente a pressão e as preocupações das concessionárias e dos casinos satélite”, garantiu o relatório.

      Recorde-se que o Executivo recuou na nova versão do diploma sobre a exploração dos casinos-satélite, deixando de exigir que os casinos explorem dentro dos imóveis que sejam propriedade das concessionárias, mesmo após um período transitório de três anos. Por outras palavras, os actuais casinos-satélite não precisarão de vender o imóvel à concessionária após um período transitório de três anos, e o local de exploração não será considerado como pertencente ao domínio público da RAEM.

      O Gabinete do Secretário para a Segurança destacou ainda no relatório que a criminalidade relacionada com a troca de dinheiro apresenta um potencial perigo para a segurança local.

       

      Criminalidade desceu 12% no primeiro trimestre

       

      O mesmo gabinete publicou também a estatística de criminalidade dos primeiros três meses do ano corrente, revelando uma descida de 12% em comparação ao período homólogo do ano passado, com um total de 2.565 inquéritos criminais instaurados.

      Registou-se uma diminuição em geral no número de crimes, e a redução foi substancial na ocorrência de crimes violentos. De acordo com os dados, a criminalidade violenta registou um total de 43 casos, correspondendo a uma quebra de 39,4% em termos anuais.

      Entre os diversos crimes em análise, a tendência da descida dos crimes informáticos foi a mais acentuada nos meses passados, tendo registado no primeiro trimestre do ano 48 casos de cibercrimes, uma queda de 274 casos em comparação com o período homólogo do ano passado, traduzindo-se numa redução de 85,1%.

      Segundo o gabinete liderado por Wong Sio Chak, as restrições de deslocações resultaram num aumento exponencial dos crimes cibernéticos, mas os trabalhos de inspecções cibernéticas e de sensibilização já começaram a “alcançar êxitos iniciais” desde o terceiro trimestre do ano passado. De salientar ainda que a criminalidade de abuso sexual de crianças subiu 80% no primeiro trimestre do corrente ano em termos anuais, com o registo de nove casos. As autoridades sublinharam assim a importância de se elevar a consciência de auto-protecção dos adolescentes, para prevenirem e reagirem contra eventuais abusos e assédios sexuais.

       

      PONTO FINAL