Edição do dia

Quinta-feira, 23 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
25.8 ° C
25.9 °
24.9 °
89 %
3.1kmh
40 %
Qui
26 °
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeHomem detido por seguir e filmar quatro jovens turistas sem permissão

      Homem detido por seguir e filmar quatro jovens turistas sem permissão

      Quatro jovens turistas foram vítimas de um caso de gravações ilícitas durante a sua visita a algumas atracções turísticas no Cotai, tendo sido filmadas em mais de uma dezena de vídeos por um homem, também visitante da China Continental. As autoridades apuraram que o indivíduo tirou mais de 100 fotografias e vídeos de diferentes mulheres no mesmo dia. O homem alegou que tinha seguido e filmado as mulheres impulsionado pela sua beleza.

       

      Um visitante oriundo do interior da China, de 30 anos, foi detido em Macau por suspeitas de gravações ilícitas de quatro mulheres com idades entre os 20 e os 30 anos, também turistas. O indivíduo terá filmado as mulheres com o seu telemóvel fazendo mais de uma dezena de vídeos durante cerca de hora e meia enquanto as seguia pelo Cotai.

      O caso foi divulgado ontem na habitual conferência de imprensa das autoridades pelo Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP). De acordo com as queixas apresentadas à polícia, as quatro vítimas são um grupo de amigas que veio passear ao território.

      Por volta das 16h30 da passada quinta-feira, enquanto duas das mulheres esperavam as amigas em frente da réplica da Torre Eiffel junto ao Hotel Parisian deram conta que estavam a ser filmadas por um homem à distância através do seu telemóvel.

      Quando encontraram as amigas, e algo assustadas, decidiram abandonar o local. No entanto, segundo o CPSP, quando as jovens chegaram ao jardim perto do hotel repararam que o homem continuava no seu encalce a filmá-las. Com receio, as turistas decidiram pedir ajuda à polícia e o homem foi detido no mesmo local.

      Durante a investigação, o suspeito admitiu a ocorrência, confessando ter gravado os vídeos com o seu telemóvel “por impulso”, uma vez que as considerava atraentes.

      As autoridades procederam a uma busca ao telemóvel do detido e encontraram mais de 40 fotografias e 60 vídeos, filmados no mesmo dia de diferentes mulheres, para além das quatro queixosas. As fotografias e vídeos, contudo, não mostraram conteúdo indecente, garantiu o CPSP.

      O suspeito foi encaminhado para o Ministério Público, podendo ser acusado com crimes penais de “gravações e fotografias ilícitas”.

      Noutro caso, a Polícia Judiciária (PJ) deteve um residente de 33 anos na sequência de uma burla contra um homem do Continente, em 35 mil renminbis, com um esquema de pedido de título de trabalhador não residente (TNR).

      Segundo revelou a PJ, o lesado conheceu o suspeito em 2019 através de um amigo comum. O indivíduo terá alegado que conseguia ajudar na obtenção de um título de identificação para operários TNR nos estaleiros, mas os requerentes teriam que pagar com antecedência uma caução de serviço.

      O queixoso, que confiou no esquema, entregou um montante de 35 mil renminbis ao suspeito de forma a solicitar os ‘bluecard’ para oito amigos e familiares. Entretanto, sem receber os títulos de TNR prometidos há três anos, a vítima recorreu à ajuda policial no início do mês. O suspeito foi detido na semana passado no NAPE, admitindo à PJ que tinha cometido a burla para liquidar algumas dívidas.

       

      PONTO FINAL