Edição do dia

Quinta-feira, 30 de Junho, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
26.9 ° C
31 °
26.9 °
94 %
5.1kmh
40 %
Qui
28 °
Sex
29 °
Sáb
28 °
Dom
29 °
Seg
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade IPIM vai lançar um programa de formação subsidiada para o sector MICE...

      IPIM vai lançar um programa de formação subsidiada para o sector MICE este mês

      A revelação foi feita pelo presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau em resposta a uma interpelação escrita da deputada Ella Lei. Lau Wai Meng garantiu ainda que o organismo a que preside “continuará a fazer esforços para preparar o reinício dos eventos MICE” apoiando “activamente o recrutamento de mais projectos”.

       

      O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) vai lançar um programa de formação subsidiada para o sector de convenções e exposições (MICE) ainda durante este mês de Maio. A garantia foi dada pelo presidente da entidade, Lau Wai Meng, em resposta a uma interpelação escrita da deputada da Assembleia Legislativa (AL) Ella Lei que se mostra preocupada com a atenção e apoio ao desenvolvimento do sector, em tempos de pandemia Covid-19.

      Lau Wai Meng explicou que o IPIM tem vindo a atribuir “muita importância à formação de talentos exigidos pela indústria”. “Para promover o desenvolvimento da indústria de convenções e exposições, a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) já organizou 12 cursos de formação para a indústria MICE, incluindo o Curso de Formação Básica em Construção de Stands de Exposição, Curso de Colocação de Tapetes, Curso de Formação de Obras de Arte, Curso de Formação Básica em Iluminação de Palcos, Curso de Formação Básica em Som de Palcos, Curso de Formação para Técnicos de Palcos e Teatro, Curso de Formação Prática para Assistentes de Exposição, e Curso Abrangente de Planeamento Pré-evento para o MICE e Publicidade em Macau”, numerou o presidente do IPIM, acrescentando que nos cursos participaram um total de 370 pessoas.

      Ainda em resposta à procura do sector, disse igualmente Lau Wai Meng, “este ano temos três sessões de formação organizadas em Abril, Julho e Setembro em linha sobre tópicos como a visão geral dos mercados MICE do continente e da Ásia-Pacífico e a análise dos dados MICE para melhorar a competitividade da indústria”.

      O responsável do IPIM lamenta que as restrições derivadas da pandemia de Covid-19 tenham adiado ou cancelado de uma série de eventos locais MICE, o que, considera, “afectou a indústria em diferentes graus”. “O IPIM tem estado em estreita comunicação com o sector e realizou uma série de reuniões de trabalho para se manter a par da situação mais recente e formular as medidas adequadas.”

      O IPIM reitera que pretende continuar a organizar eventos de marca local MICE de uma “forma pragmática”. “Por exemplo, o Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental 2022 (MIECF), que foi adiado anteriormente, está agendado para Agosto. E a 13.ª edição do Fórum Internacional de Investimento e Construção de Infra-estruturas (IIICF), a 27.ª Feira Internacional de Comércio e Investimento de Macau (MIF), e a Feira de Produtos Premier de Guangdong-Macau 2022 (GMBPF) estão agendadas para Agosto. Os trabalhos preparatórios para uma série de exposições, incluindo a IIICF, a 27.ª Feira Internacional de Comércio e Investimento de Macau (MIF) e a GMBPF 2022, estão em curso”, garantiu Lau Wai Meng.

      De igual modo, o IPIM organizará visitas a cidades do continente, nomeadamente na área Grande Baía, tais como Cantão e Shenzhen, “para promover eventos MICE, convidar a participação de grandes empresas de turismo e lazer em Macau, e consolidar os pacotes preferenciais oferecidos por empresas relevantes aos visitantes de convenções e exposições, de modo a recrutar conjuntamente mais eventos MICE a realizar em Macau”. Lau Wai Meng referiu, por fim, que vai estreitar relações com a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) “para coordenar a continuação dos eventos de promoção da ‘Semana de Macau’ e da MICE no Continente, de modo a aprofundar ainda mais a sinergia transfronteiriça do ‘turismo + MICE’”.

       

      PONTO FINAL