Edição do dia

Domingo, 19 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
83 %
6.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeLeong Sun Iok quer que Hengqin ajude no desenvolvimento de Macau

      Leong Sun Iok quer que Hengqin ajude no desenvolvimento de Macau

      O projecto ‘Novo Bairro de Macau’ tem que, de acordo com o deputado, “proporcionar condições favoráveis aos residentes de Macau para se integrarem na área da Grande Baía no âmbito da educação, emprego, empreendedorismo e vida”, senão de pouco valerá para o território. Apesar do caminho traçado, admite Leong Sun Iok, a natureza do projecto “tem ainda de ser determinada”

       

      O deputado da Assembleia Legislativa (AL) Leong Sun Iok interpelou o Executivo liderado por Ho Iat Seng no sentido de vincar que o projecto “Novo Bairro de Macau”, situado na Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin, tem de melhorar o desenvolvimento económico e social de Macau.

      Recorde-se que o projecto ‘Novo Bairro de Macau’ é o primeiro deste tipo a ser desenvolvido pelo Governo Central especificamente para residentes de Macau, combinando as funções de habitação, educação, cuidados de saúde, terceira idade e centro de serviços familiares. “Através da criação de um círculo de vida de qualidade, deverá proporcionar condições favoráveis aos residentes de Macau para se integrarem na área da Grande Baía no âmbito da educação, emprego, empreendedorismo e vida.

      As obras de fundação do projecto já foram concluídas com sucesso e o Governo de Macau espera que as principais instalações residenciais e recreativas e comunitárias estejam prontas em meados de 2023. Uma vez concluído, o projecto fornecerá aproximadamente 4.000 unidades residenciais para venda (unidades T2 e T3), parques de estacionamento e instalações comerciais, entre outras infra-estruturas. Além disso, haverá ainda um infantário, uma escola primária, um centro de saúde, um centro de serviços para idosos, um centro de serviços familiares e outras instalações comerciais na comunidade.

      Mas, há nuances que preocupam o deputado. Apesar do caminho traçado, admite Leong Sun Iok, a natureza do ‘Novo Bairro de Macau’ “tem ainda de ser determinada”, ou seja, “se será uma unidade de habitação pública, uma unidade de habitação intermédia ou uma unidade de habitação de outra natureza”.

      Por outro lado, acrescenta o deputado da Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM), “a comunidade também está preocupada com os requisitos de aplicação e o preço por metro quadrado das unidades residenciais para o ‘Novo Bairro de Macau’, especialmente quando os preços dos imóveis em Macau são elevados, muitos residentes de Macau têm muitas expectativas para Hengqin”.

      A este respeito, refere o operário, “as autoridades disseram que os requisitos de candidatura para o novo projecto de bairro de rua serão estudados em conjunto com os departamentos jurídicos e de obras públicas, e que a elegibilidade da candidatura só será determinada após a determinação dos aspectos legais das unidades construtivas, e a candidatura será feita de acordo com os requisitos legais”. “Qual é o progresso actual do trabalho de determinação dos atributos das unidades nos ‘Novos Bairros de Macau’, os requisitos de aplicação e as restrições à venda”, questiona.

      O parlamentar espera ainda que o Governo estude “cuidadosamente” a aplicação e restrição das condições de venda, de modo a evitar que o ‘Novo Bairro de Macau’ se torne um alvo de especulação, e que faça bom uso da parte comercial para apoiar as empresas locais e os residentes a iniciar os seus próprios negócios e ajudar os residentes locais a desenvolverem-se na área de Hengqin. “O Governo ainda não explicou claramente se as unidades comerciais serão arrendadas ou vendidas”, rematou.

       

      PONTO FINAL