Edição do dia

Sábado, 1 de Outubro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
26.9 ° C
26.9 °
24.9 °
89 %
3.6kmh
20 %
Sex
27 °
Sáb
29 °
Dom
29 °
Seg
30 °
Ter
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Desporto FC Porto recebe Sporting de olhos postos no Jamor

      FC Porto recebe Sporting de olhos postos no Jamor

      O FC Porto recebe hoje o Sporting com tudo a seu favor para carimbar um lugar na final da 82.ª edição da Taça de Portugal em futebol.

       

      Os ‘dragões’ começam a segunda mão da meia-final já em vantagem, após um triunfo por 2-1 em Alvalade, numa prova em que os golos fora ainda desempatam, e muito moralizados por estarem a um pequeno passo do seu 30.º campeonato nacional.

      A formação de Sérgio Conceição já consegue ‘ver’ no horizonte a nona ‘dobradinha’, dois anos volvidos, sendo que o primeiro passo é segurar a tangencial, mas significativa, vantagem conquistada na primeira mão das meias-finais.

      Em 2 de Março, o Sporting até começou melhor, adiantando-se pelo espanhol Pablo Sarabia, aos 49 minutos, mas, num ápice, os ‘dragões’ deram a volta ao resultado, com (mais) um penálti do iraniano Taremi, aos 59, e um golo do brasileiro Evanilson, aos 64.

      Se o empate a um já era uma vantagem – pois os golos fora ainda valem a dobrar nesta competição, ao contrário do que já sucede nas taças europeias -, o triunfo por 2-1 deixa o FC Porto numa situação muito confortável, sabendo que pode perder por 1-0.

      Numa altura em que ‘já’ se preparam os festejos do campeonato, com os ‘dragões’ nove pontos à frente do campeão Sporting com escassos 12 por disputar, o ‘onze’ de Sérgio Conceição chega, assim, ao encontro claramente por cima, até porque, em casa, só perdeu esta época para as competições europeias.

      O Liverpool (1-5) e o Atlético de Madrid (1-3), na Liga dos Campeões, e o Lyon (0-1), na Liga Europa, foram as únicas equipas a vencer em 2021/22 no Dragão, onde uma formação lusa já não triunfa desde 3 de Março de 2021. Nesse dia, o FC Porto também chegou em vantagem (1-1 na ‘pedreira’), igualmente a um encontro da segunda mão das meias-finais, mas perdeu em casa com o Sporting de Braga por 3-2, resultado que agora também serve ao Sporting.

      Um ano depois, os ‘dragões’ estão, porém, muito melhor, com um recorde de 58 jogos sem perder no campeonato, enquanto os ‘leões’ viajam ao Dragão depois da enorme deceção de domingo, dia em que perderam por 2-0 com o rival Benfica, no dérbi de Alvalade.

      O Sporting deixou fugir, praticamente, nesse encontro todas as possibilidades de lutar pela revalidação do título nacional, o que conseguiu pela última vez em 1953/54, há quase 70 anos, e, quatro dias volvidos, pode dizer ‘adeus’ à Taça de Portugal.

      A formação de Rúben Amorim ainda tem, no entanto, uma palavra a dizer, numa época em que, conseguindo afastar o FC Porto, poderia acabar com a conquista dos três troféus ‘secundários’ do futebol português, falhando apenas, como tudo indica, a I Liga.

      Na presente temporada, o Sporting começou por arrebatar a Supertaça Cândido de Oliveira, com um triunfo por 2-1 sobre o Sporting de Braga, em 31 de Julho de 2021, em Aveiro, e, depois, em 29 de janeiro, conquistou a Taça da Liga, ao bater na final o Benfica também por 2-1, em Leiria.

      Desta forma, os ‘leões’ podem, matematicamente, vencer todos os troféus, sendo que, se o campeonato é uma ‘miragem’, a Taça de Portugal é bem mais possível, embora passe, obrigatoriamente, por marcar um mínimo de dois golos no Dragão. Esse feito não seria, porém, inédito para o Sporting na presente temporada, já que, no jogo do campeonato, disputado em 11 de Fevereiro, conseguiu-o.

      Paulinho, aos oito minutos, e Nuno Santos, aos 34, colocaram os ‘leões’ a vencer por 2-0, com Fábio Vieira a reduzir, aos 38, e tudo a complicar-se aos 49, com a expulsão de Coates, que tinha visto erradamente o primeiro amarelo.

      Depois, com 10, os ‘leões’ não conseguiram aguentar a vantagem, sofrendo o 2-2 aos 78 minutos, culpa de um golo de Taremi, ficando no ‘ar’ o que teria acontecido se Coates não tivesse sido expulso – talvez tudo estivesse diferente no campeonato. Lusa

       

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau