Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25.9 ° C
26 °
25.9 °
94 %
2.6kmh
75 %
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
28 °
Ter
27 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedade90% das escolas com promotores de saúde para avaliar condição física dos...

      90% das escolas com promotores de saúde para avaliar condição física dos alunos

      Actualmente, mais de 90% das escolas da RAEM já recrutaram promotores de saúde dedicados ao desenvolvimento dos trabalhos relativos à higiene e saúde física dos alunos. A afirmação foi dada pela Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ), em resposta a uma interpelação escrita do deputado Si Ka Lon acerca das medidas para promover o desenvolvimento da saúde física e mental dos alunos do ensino não superior.

      O organismo destacou que, no que toca à condição física dos alunos, o Fundo de Desenvolvimento Educativo tem atribuído, desde o ano lectivo 2006/2007, apoios financeiros às escolas para contratarem esse pessoal, a fim de auxiliar na promoção actividades e educação em saúde e reduzir o trabalho não docente dos professores.

      “A DSEDJ disponibiliza acções de formação direccionadas para os promotores que desenvolvem os trabalhos e acompanham a situação dos alunos nas suas escolas, conduzindo testes de capacidade visual e exames de aptidão física”, sublinhou.

      Além disso, o director dos serviços educacionais, Kong Chi Meng, citou os Serviços de Saúde (SSM) ao afirmar que as autoridades estão a implementar o “Programa de escola promotora de saúde”, aprofundando os conhecimentos dos alunos e encarregados de educação sobre a importância da protecção da visão, manutenção da higiene oral e da saúde óssea.

      O responsável revelou ainda que será promovida a criação de ficheiros de saúde para alunos por parte das escolas locais com dados recolhidos relativos à condição física dos estudantes, tendo o objectivo da prevenção precoce e assegurar o crescimento saudável dos jovens.

      Por outro lado, Kong Chi Meng assegurou que os alunos do ensino primário e secundário em Macau têm, pelo menos, 150 minutos por semana de actividades físicas, bem como aprendizagem obrigatória sobre “Educação Física e Saúde” não inferior a 70 minutos por semana. “Ao elaborar as normas, o Governo da RAEM tem ponderado a situação integral dos currículos de Macau para proporcionar aos alunos mais experiências de diferentes modalidades desportivas, bem como oportunidades de participação em planos de actividades físicas regulares que incluem o exercício matinal, a ginástica ocular, o Active Break”, assegurou a DSEDJ.

       

      C.C.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau