Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
18.9 ° C
18.9 °
17.9 °
77 %
3.1kmh
40 %
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °
Seg
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade  ‘Lionrock’ passou por Macau e deixou seis feridos

       ‘Lionrock’ passou por Macau e deixou seis feridos

      O ciclone tropical ‘Lionrock’ obrigou a içar, pela primeira vez este ano, o sinal n.º 8 de tempestade tropical na manhã de sábado e a prolongar o estado de prevenção imediata. À sua passagem, o ‘Lionrock’ provocou seis feridos ligeiros e fez com que 21 pessoas tivessem de ser acolhidas nos centros do Instituto de Acção Social (IAS). O vento enfraqueceu na tarde de ontem e às 14 horas o sinal de tufão baixou para n.º1.

      O ciclone tropical ‘Lionrock’, que passou por Macau durante sábado, fez seis feridos ligeiros e obrigou a que 21 pessoas fossem acolhidas nos centros do Instituto de Acção Social (IAS). Pelas 6 horas de sábado, as autoridades decidiram içar, pela primeira vez este ano, o sinal n.º 8 de tempestade tropical em Macau. Além disso, foi ainda declarada a manutenção do estado de prevenção imediata. A tempestade passou a pouco mais de 400 quilómetros de Macau, provocando rajadas de vento até aos 110 quilómetros por hora.

      Num balanço feito na manhã de ontem, as autoridades indicam que um total de 21 pessoas utilizaram as instalações dos quatro centros de acolhimento do IAS, designadamente o da Ilha Verde, do Campo dos Operários, do Centro de Acção Social da Taipa e Coloane e da Escola Superior das Forças de Segurança de Macau.

      O Centro de Operações de Protecção Civil (COPC) registou um total de 30 incidentes, nomeadamente 22 casos de queda de reboco, reclamos, janelas, toldos ou outros objectos e remoção de objectos com risco de queda. Foram também registados seis casos de residentes com ferimentos ligeiros causados pela tempestade tropical. Registaram-se também inundações em algumas zonas de Macau.

      Em relação ao trânsito, as autoridades decidiram encerrar as três pontes que fazem ligação entre Macau e Taipa, bem como a Ponte da Flor de Lótus, pelas 7h30 de sábado, tendo o tabuleiro inferior da Ponte Sai Van sido aberto ao público pelas 7h do mesmo dia e encerrado pelas 2h15m de domingo, depois de todos os veículos terem saído do local. Enquanto esteve içado o sinal n.º 8, o Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) levou a cabo acções de combate às infracções cometidas por condutores de táxis, tendo registado quatro casos de negociação de tarifa, e um caso de recusa de prestação de serviço.

      Às 2h da manhã de domingo, o sinal n.º 8 baixou para sinal n.º 3 e todas as pontes reabriram. Quanto à migração, após a negociação com as autoridades fronteiriças de Zhuhai, o posto fronteiriço da ilha de Hengqin suspendeu o funcionamento pelas 7h10 de sábado, tendo sido reaberto pelas 2h30 de domingo.

      Após a passagem do ‘Lionrock’, os membros de estrutura de protecção civil verificaram que a situação da cidade de Macau está normal, não tendo a tempestade tropical causado qualquer incidente grave ou morte.

      No comunicado, as autoridades assinalam que esta foi a primeira vez que a Protecção Civil teve de dar resposta a dois incidentes de natureza pública, a tempestade e a situação pandémica. As autoridades dizem ter cooperado entre si, “a fim de salvaguardar de melhor forma a vida e os bens dos residentes”.

      Para esta semana está prevista a passagem de outra tempestade tropical, a ‘Kompasu’. Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) prevêem que, nos próximos dias, volte o tempo instável e que o vento se intensifique, havendo aguaceiros fortes.