Edição do dia

Sábado, 18 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.9 ° C
28.9 °
26.9 °
78 %
3.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
24 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadePequim anuncia medidas que facilitam excursões e circulação de talentos e...

      Pequim anuncia medidas que facilitam excursões e circulação de talentos e empresários para Macau

      A partir da próxima segunda-feira, as excursões turísticas para Macau e Hengqin vão poder ter múltiplas entradas entre as duas cidades durante sete dias. Esta é uma das medidas anunciadas ontem pelo Governo Central para “facilitar” a circulação de cidadãos, permitindo ainda o prolongamento de permanência até 14 dias para os vistos de negócios, bem como o pedido de visto exclusivo para quadros qualificados de Pequim e Xangai para entrar nas RAE. O Chefe do Executivo e vários serviços governamentais aplaudiram a nova política.

       

      Pequim anunciou seis novas medidas com o objectivo de “facilitar a gestão da circulação de cidadãos e empresários” do interior da China, nomeadamente nas suas viagens às Regiões de Administração Especial. As medidas, que vão entrar em vigor a partir de 6 de Maio, estipulam que as excursões turísticas com destinos a Macau e Hengqin poderão ter múltiplas entradas entre os dois locais num prazo de sete dias, prevendo ainda o prolongamento do período de permanência, de 7 para 14 dias, destinado aos titulares de visto de negócios para Hong Kong e Macau.

      Segundo o documento publicado ontem pela Administração Nacional de Imigração da China, será permitido o pedido de visto exclusivo para quadros qualificados em seis categorias provenientes de Pequim e Xangai, ou seja, “talentos eminentes, de investigação científica, culturais e educativos, da saúde, jurídicos e de gestão”, que poderão solicitar a autorização de múltiplas entradas a Macau e Hong Kong com uma validade de um a cinco anos, sendo que cada estadia não poderá superior a 30 dias.

      Outras novas políticas incluem o tratamento inteligente e rápido a nível nacional de visto de negócios para Hong Kong e Macau; a emissão de visto com múltiplas entradas em Macau com duração de 1 ano para a categoria de “outros motivos”; e o tratamento online, a título experimental, de todas as formalidades para a renovação e a nova emissão de documentos de viagem em Pequim e noutras 19 cidades.

      O Governo de Macau saudou as medidas por poderem “facilitar ainda mais o intercâmbio de negócios entre o interior da China, Hong Kong e Macau, bem como promover o desenvolvimento sinergético de quadros qualificados entre Pequim, Xangai, e a Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, apoiando o desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau”.

      Num comunicado emitido ontem, o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, manifestou agradecimento ao Governo Central ao Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Comité Central do PCC, à Administração Nacional de Imigração e aos ministérios competentes, sublinhando que as medidas contribuirão para consolidar o papel de Macau enquanto centro mundial de turismo e lazer.

      Ho Iat Seng garantiu ainda que Macau “está bem preparado” para receber mais excursões do Continente e captar quadros qualificados, estando disposto a aprofundar o intercâmbio e a cooperação com todas as partes, tendo em consideração as necessidades reais da sociedade de Macau, para “responder activamente à atenção e ao apoio prestados pelo Governo Central à RAEM”.

      Além do Chefe do Executivo, vários serviços governamentais congratularam o lançamento das seis medidas. A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) assinala que a permissão de deslocação por várias vezes entre Macau e Hengqin para as excursões vai ajudar a alargar o mercado de visitantes do interior da China para Macau e Hengqin, beneficiando os negócios das agências de viagens e actividade dos guias turísticos dos dois lados.

      O Gabinete do Secretário para a Segurança diz que vai cooperar com as novas políticas para assegurar uma gestão eficaz de controlo de imigração nos postos fronteiriços de Macau, enquanto o Instituto Cultural considera que as medidas vão ajudar a construção de Macau como a “cidade de espectáculos” e o desenvolvimento cultural.

      Por sua vez, o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau vê incentivos para as actividades de convenções e exposições em Macau. A Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude e a Comissão de Desenvolvimento de Quadros Qualificados esperam mais intercâmbio de quadros qualificados no território, enquanto os Serviços de Saúde, o Hospital das Ilhas e o Instituto para a Supervisão e Administração Farmacêutica disseram que as medidas são favoráveis para a indústria de ‘Big Health’ e turismo médico em Macau.