Edição do dia

Sábado, 25 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
27.8 ° C
31 °
26.9 °
89 %
4.1kmh
40 %
Sáb
28 °
Dom
26 °
Seg
27 °
Ter
29 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioLusofoniaTimor-Leste felicita novo líder indonésio e aponta fronteiras como prioridade

      Timor-Leste felicita novo líder indonésio e aponta fronteiras como prioridade

      O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, felicitou Prabowo Subianto pela vitória nas eleições presidenciais da Indonésia e salientou que a prioridade para os dois países deve ser estabelecer as fronteiras marítimas.

       

      “Sei que a nossa relação bilateral se vai tornar mais forte e vou trabalhar para os interesses mútuos dos nossos países. Uma prioridade para as duas nações é finalizar as fronteiras marítimas de acordo com o direito internacional e com base na Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar”, refere Xanana Gusmão, num comunicado enviado à imprensa, que cita a carta.

      No comunicado, Xanana Gusmão refere que a definição das fronteiras marítimas vai garantir que ambos os países tenham a certeza sobre os seus direitos soberanos e apoiar o desenvolvimento da economia do mar.

      O chefe do Governo timorense disse em Dezembro, durante a apresentação do Orçamento de Estado para este ano, que pretendia iniciar as negociações para a delimitação das fronteiras marítimas com a Indonésia ainda este ano.

      O primeiro-ministro timorense comprometeu-se também a manter fortes as relações bilaterais de amizade e de cooperação e salientou que os dois países “continuam a ser um modelo global na reconciliação e poder transformador do diálogo e confiança”. “A Indonésia é o nosso maior parceiro comercial e temos laços fortes entre os nossos povos e de cooperação em várias áreas”, disse.

      Xanana Gusmão destacou também que, no atual momento de “turbulência e mudança nas relações internacionais”, a Indonésia “desempenha um papel central na promoção da cooperação, tolerância e paz”. “Com a sua liderança, a Indonésia poderá tornar-se numa das principais potências económicas mundiais, contribuindo para o crescimento económico e a prosperidade da região”, acrescentou.

      A Comissão Eleitoral Central da Indonésia publicou terça-feira os resultados das eleições presidenciais, realizadas em fevereiro, confirmando a vitória de Prabowo Subianto e Gibran Rakabuming Raka (filho do Presidente cessante) com 96.214.691 dos 164.227.475 votos válidos em todo o país.

      Com mais de 50% dos votos, Prabowo assume assim o cargo de Presidente da Indonésia para os próximos cinco anos, o país com maior população muçulmana do mundo e membro das 20 maiores economias (G20). Terá como vice-Presidente o filho de Joko Widodo, que cumpriu dois mandatos consecutivos na Presidência e não pôde concorrer de novo por imperativos constitucionais.

      Prabowo, 72 anos, era apontado como favorito para suceder a Joko Widodo na Presidência da terceira maior democracia do mundo, depois da Índia e dos Estados Unidos. Prabowo era o único candidato com ligações à ditadura de Suharto (1967-1998), altura em que era tenente-general, e tem sido criticado por alegados abusos de direitos humanos em Timor-Leste e na Papua, bem como pela tortura de ativistas indonésios pró-democracia. Lusa

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau