Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
29 ° C
30.9 °
28.9 °
84 %
4.1kmh
40 %
Sáb
28 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaHainão alarga categorias de entrada com isenção de visto

      Hainão alarga categorias de entrada com isenção de visto

      A Administração Nacional de Imigração da China anunciou que as razões para solicitar a entrada sem visto na província chinesa de Hainão foram alargadas para os cidadãos de vários países, incluindo Portugal. Desde sexta-feira, cidadãos de dezenas de países estão autorizados a entrar em Hainão com isenção de visto para fins como negócios, visitas, reuniões familiares, tratamento médico, exposições e competições desportivas para uma estadia de até 30 dias, disseram as autoridades chinesas. No entanto, o trabalho e o estudo não estão incluídos.

      Estes países incluem a Rússia, o Reino Unido, a França, a Alemanha, a Noruega, a Ucrânia, a Itália, a Áustria, a Finlândia, os Países Baixos, a Dinamarca, a Suíça, a Suécia, a Espanha, a Bélgica, a República Checa, a Estónia, a Grécia, a Hungria, a Islândia, a Letónia, a Lituânia, o Luxemburgo, Malta, a Polónia, Portugal, a Eslováquia, a Eslovénia, a Irlanda, Chipre, a Bulgária, a Roménia, a Sérvia, Croácia, Bósnia e Herzegovina, Montenegro, Macedónia do Norte, Albânia, Estados Unidos, Canadá, Brasil, México, Argentina, Chile, Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Japão, Singapura, Malásia, Tailândia, Cazaquistão, Filipinas, Indonésia, Brunei, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Mónaco e Bielorrússia, segundo o anúncio.

      Os portos de entrada e saída incluirão todos os portos abertos ao exterior estabelecidos pelo país na província de Hainão e as actividades serão limitadas à área administrativa da província. O cálculo do período de estada começará a partir do dia seguinte ao da entrada, à meia-noite. A política anterior, que permitia a entrada sem visto para fins turísticos aos nacionais dos países acima mencionados durante 30 dias, continuará a ser válida, afirmou a administração.

      Um porta-voz da administração disse que a expansão das razões para solicitar a entrada sem visto para os nacionais destes países em Hainão é uma nova medida para apoiar ainda mais a reforma e a abertura da província e facilitar a construção do Porto de Comércio Livre de Hainão.

      Para o futuro, a administração continuará a concentrar-se nas novas exigências e tendências da abertura de alto nível da China, a aprofundar continuamente a reforma e a inovação das políticas de imigração e a servir plenamente para promover a abertura de alto nível e o desenvolvimento de alta qualidade, disse o porta-voz.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau