Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
16.9 ° C
16.9 °
16.9 °
82 %
3.1kmh
40 %
Qua
18 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Número de acidentes de viação no ano passado subiu 21,4%

      Número de acidentes de viação no ano passado subiu 21,4%

       

      Em 2023, aumentaram os acidentes de viação, as vítimas mortais, os feridos e as infracções à lei do trânsito. Os dados estatísticos do trânsito foram divulgados na sexta-feira pelo Corpo de Polícia de Segurança Pública, que mostram ainda que as irregularidades praticadas por taxistas e os casos de peões que atravessam as vias sem observar as regras de trânsito dispararam.

       

      O Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) divulgou na sexta-feira os dados estatísticos do trânsito relativos ao ano passado, que revelam que houve mais acidentes de viação, mais feridos e mais vítimas mortais. No total, verificaram-se 13.563 acidentes de viação em 2023, o que reflecte um aumento de 21,4% face aos 11.169 de 2022. Destes acidentes de viação resultaram oito mortes, ou seja, mais uma do que no ano anterior.

      Os dados do CPSP também revelam que em 2023 houve um total de 4.729 feridos em acidentes de viação, ou seja, mais 18,7% do que em 2022. Por outro lado, verificaram-se também 478 acidentes de viação envolvendo peões, mais 17,4% face a 2022.

      No total, em 2023, o CPSP registou 701.056 infracções relativas à lei do trânsito rodoviário e ao regulamento do código da estrada. No ano anterior, o número total de infracções tinha sido de 570.112. O montante total das multas aplicadas no ano passado foi de cerca de 173,9 milhões de patacas, mais 38,4% face às 125,6 milhões de patacas de 2022.

       

      IRREGULARIDADES PRATICADAS POR TAXISTAS CRESCEM SUBSTANCIALMENTE

       

      Os dados do CPSP agora revelados também mostram uma subida a pique do número de casos de exercício de serviços de transporte sem autorização. Em 2023, registaram-se 93 casos e em 2022 tinham sido apenas sete. As irregularidades praticadas por taxistas também aumentaram significativamente em 2023, com 588 casos. Este número é 460% superior aos 105 casos de 2022.

      No que toca aos estacionamentos ilegais, também houve um acréscimo de 20,6%. Em 2023 verificaram-se 633.342 casos destes e em 2022 foram 525.225 casos.

      O CPSP também deu conta dos casos de uso de telemóvel durante a condução que, em 2023, totalizaram 1.933 situações, mais 22% face ao ano anterior. Houve também um acréscimo de 43,6% dos casos de falta de uso do cinco de segurança durante a condução.

      Por outro lado, houve 4.705 casos de peões que atravessaram as vias sem cumprirem as regras de trânsito, revelando uma subida substancial de 414% face aos 914 casos de 2022.

      Foram detectados também 754 casos de falta de uso do cinco de segurança durante a condução (subida de 43,6% face a 2022), 18.141 casos em que o condutor não obedeceu a sinais de trânsito (aumento de 135% face a 2022), 495 casos de falta de cuidado na ultrapassagem (aumento de 12% em relação a 2022), 12.983 casos de excesso de velocidade em vias públicas (mais 38,6% face a 2022) e 5.091 situações de ultrapassagem de sinal vermelho (mais 9,2% do que em 2022). Em sentido contrário, registaram-se 138 casos de condução sem habilitação para tal (menos 8,6% face a 2022) e 1.284 casos de condução sem os documentos da viatura (menos 34,5% em relação a 2022).