Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
72 %
5.7kmh
40 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Programa de Jovens Embaixadores Anti-Droga vai representar a China no Fórum da...

      Programa de Jovens Embaixadores Anti-Droga vai representar a China no Fórum da Juventude da ONU  

      Estão abertas as inscrições para o Programa Internacional de Formação de Embaixadores Antidrogas para Jovens de Macau. Este processo de selecção e formação de jovens entre os 14 e 23 anos pretende destacar enviados qualificados para representar a China no Fórum da Juventude de 2025 da Comissão de Estupefacientes da ONU.

       

      Foi no passado dia 12, sexta-feira, na Casa de Educação de Vida Sadia, na Areia Preta, que o Instituto de Acção Social (IAS) e a Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ) anunciaram o lançamento do programa de recrutamento de jovens embaixadores anti-droga. Esta iniciativa procura motivar jovens residentes entre os 14 e 23 anos de idade que dominem a língua inglesa e o mandarim para participar no Fórum da Juventude da Comissão de Estupefacientes da Organização das Nações Unidas (ONU), que se realiza anualmente.

      Numa primeira etapa, a RAEHK e a RAEM vão realizar os seus programas internamente, escolhendo candidatos com potencial de irem participar na selecção dos representantes da China. Como resumiu a vice-presidente do IAS, Hoi Va Pou, “em 2023, o Governo da RAEM foi convidado pelo Escritório da Comissão Nacional de Controle de Narcóticos para ser responsável pelos trabalhos de selecção de 2025 (…). Nesta conformidade, o IAS e a DSEJ, em conjunto com a Associação dos Jovens Cristãos de Macau, a Associação Geral das Mulheres de Macau, a Associação Geral de Estudantes Chong Wa de Macau e a Associação de Educação de Macau, lançaram este ano o ‘Programa Internacional de Formação de Embaixadores Antidrogas para Jovens de Macau’, na esperança de ampliar os horizontes internacionais dos jovens do território e aumentar a capacidade de participação nos assuntos internacionais”. A responsável esclareceu ainda que, enquanto que os vencedores deste Programa terão a oportunidade de ser nomeados a nível nacional como representantes do Fórum da Juventude de 2025 da ONU, os outros participantes poderão, por seu turno, ter a oportunidade de representar a RAEM na Competição Nacional Conhecimento Antidrogas organizada pelo Escritório da Comissão Nacional de Controle de Narcóticos.

      O chefe do Departamento de Prevenção e Tratamento da Dependência do Jogo e da Droga, Cheang Io Tat, fez a apresentação do conteúdo do referido Programa e formas de inscrição. Este esclareceu igualmente que o programa decorrerá em duas fases de selecção: em Março, serão seleccionados 25 participantes que transitarão para a segunda fase; em Maio, da qual serão escolhidos três vencedores.

      Durante as fases de selecção, as entidades organizadoras irão organizar uma série de formações profissionais que envolvem a transmissão de conhecimentos sobre o combate à droga, técnicas de entrevista, visitas e intercâmbio, conhecimentos sobre a diplomacia, entre outros, no sentido de aumentar os conhecimentos do combate à droga e a capacidade geral dos jovens participantes.

      As entidades organizadoras solicitam a participação activa dos jovens de Macau e encorajam as instituições do ensino superior, escolas secundárias e instituições a recomendar representantes adequados. Para mais informações, pode-se consultar a página electrónica do Programa Internacional de Formação de Embaixadores Antidrogas www.antidrugteens.com assim como o site do programa anti-drogas de Macau, www.antidrugs.gov.mo.