Edição do dia

Segunda-feira, 4 de Março, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
18.9 °
14.9 °
88 %
1.5kmh
40 %
Dom
20 °
Seg
22 °
Ter
23 °
Qua
24 °
Qui
19 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura Benfica e Braga em duelo ‘quente’, FC Porto defende Taça no Estoril

      Benfica e Braga em duelo ‘quente’, FC Porto defende Taça no Estoril

      O duelo ‘quente’ dos ‘oitavos’ da Taça de Portugal em futebol acontece amanhã, entre Benfica e Sporting de Braga, na Luz, um dia depois de o FC Porto prosseguir a defesa do título no reduto do Estoril Praia.

       

      À semelhança do que ocorreu em 2022/23, ‘águias’ e ‘guerreiros do Minho’ voltam a enfrentar-se na prova ‘rainha’, porém, agora, nos oitavos de final (a última vez foi nos quartos de final) e em casa, depois de os ‘encarnados’ terem sido eliminados no Minho, nos penáltis.

      Os lisboetas são os recordistas de troféus da Taça de Portugal, com um total de 26, embora o último tenha sido erguido em 2016/17, traduzindo-se numa ‘seca’ de seis épocas sem levantar a taça. Quanto ao Sporting de Braga, esteve no Jamor na última temporada, mas perdeu com o FC Porto (2-0), naquela que foi a sua oitava final.

      A equipa actualmente comandada por Artur Jorge conquistou três vezes a competição, a última em 2020/21, precisamente diante da formação benfiquista.

      No sábado, os dois conjuntos acabaram como ‘humores’ distintos a ronda 16 da I Liga, já que o Benfica venceu por 3-0 em Arouca, reforçando o segundo lugar da I Liga, enquanto o Sporting de Braga deixou-se empatar em casa pelo Vitória de Guimarães no dérbi minhoto aos 90+8 minutos, falhando o assalto ao pódio.

      O Benfica não deverá contar amanhã com os lesionados Bah, Bernat, David Neres e Tengstedt, enquanto o Sporting de Braga não tem Banza, o melhor marcador da I Liga, e Niakaté, que já partiram para a CAN.

      O 19 vezes vencedor do troféu FC Porto volta a encontrar os ‘canarinhos’, finalistas na Taça em 1943/44, esta temporada pela terceira vez, e, surpreendentemente, ainda a tentar levar a melhor, já que foi ao ‘tapete’ duas vezes. Primeiro, por 1-0, para a 10.ª ronda da I Liga, no Dragão, e, depois, por 3-1, na Amoreira, local do desafio de terça-feira, que ditou o afastamento dos ‘dragões’ da ‘final four’ da Taça da Liga.

      Além do central Marcano, há vários meses ausente, o treinador Sérgio Conceição não terá à disposição o iraniano Taremi e o nigeriano Zaidu, ambos ao serviço das respectivas seleções, com a equipa a viajar para Lisboa a precisar de reagir, depois do empate a um golo no dérbi da Invicta, contra o Boavista.

      O Sporting, que tem no museu 17 exemplares da Taça de Portugal, a última referente a 2018/19, é o primeiro dos ‘grandes’ a entrar em campo e terá, à partida, a tarefa mais acessível, já que recebe, em Alvalade, duas horas antes do Estoril Praia-FC Porto, o Tondela, da II Liga, depois de na última eliminatória ter ‘esmagado’ o Dumiense, do Campeonato de Portugal, por 8-0.

      A equipa treinada por Rúben Amorim, líder do campeonato e motivada pela goleada imposta na sexta-feira ao Estoril Praia (5-1), deve apresentar-se com um ‘onze’ composto por algumas caras menos utilizadas, com o capitão Coates a espreitar o regresso, depois de quatro jogos de fora. Certas são as ausências de Diomande, Geny Catamo e Morita, os três a representar as selecções nacionais, e os lesionados Fresneda e St. Juste.

      Do outro lado, vai estar o actual sétimo colocado do segundo escalão, que há duas épocas chegou mesmo ao Jamor, naquela que foi a sua melhor prestação de sempre, e já este ano perdeu com os ‘leões’ (2-1), mas para a Taça da Liga.

      De resto, o Vitória de Guimarães, uma vez vencedor e seis vezes finalista vencido, é o anfitrião do Penafiel, do segundo escalão, naquele que será o último desafio dos ‘oitavos’, na quinta-feira, com Vizela e Arouca a protagonizarem mais um duelo entre primodivisionários, na quarta-feira.

      Amanhã, em Barcelos, o Gil Vicente, depois de perder por 1-0 ante o Farense, recebe o Amarante, único representante do quarto escalão, enquanto, entre emblemas da II Liga, a União de Leiria desloca-se à Madeira para medir forças com o Marítimo e o Nacional viaja até aos Açores para discutir um lugar na próxima fase com o Santa Clara. Lusa

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau