Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
18.9 ° C
18.9 °
17.9 °
77 %
3.1kmh
40 %
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °
Seg
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Lei Wai Nong confiante na chegada de um total de 28 milhões...

      Lei Wai Nong confiante na chegada de um total de 28 milhões de turistas em todo o ano  

      O secretário para a Economia e Finanças disse acreditar que este ano o número de visitantes possa chegar aos 28 milhões, uma vez que já foram alcançados os 25 milhões até ao mês passado. Sublinhando que o ritmo da retoma tem sido “ideal”, Lei Wai Nong adiantou ainda que o número de turistas internacionais já chegou a 70% dos níveis de 2019.

       

      O número total de visitantes deste ano deverá ser melhor do que o esperado pelas autoridades. A expectativa agora é alcançar os 28 milhões de entradas. Lei Wai Nong, secretário para a Economia e Finanças, revelou ontem a estimativa, acrescentando que está confiante nesses números.

      “Até Novembro deste ano, o número de turistas que visitam Macau já ultrapassou os 25 milhões. Estamos confiantes que, até ao final do ano, possam chegar 28 milhões de turistas”, afirmou. Em declarações aos jornalistas à margem da Marcha da Caridade, Lei Wai Nong destacou ainda que as despesas dos visitantes, segundo as estatísticas, são mais elevadas do que o registo em 2019, antes da pandemia. “Neste aspecto, esperamos que a tendência possa ser mantida”, disse.

      O Governo tinha estabelecido uma meta de 24 milhões de entradas turísticas para 2023, devido à reabertura das fronteiras depois da pandemia. Recorde-se que os dados oficiais mostram que chegaram apenas 5,7 milhões de visitantes em 2022, 7,7 milhões em 2021 e 5,8 milhões em 2020. Tendo em conta que Macau recebeu 39,4 milhões de turistas em 2019, se a estimativa actual do Governo para 28 milhões for concretizada, Macau vai registar uma recuperação de 70% nas entradas de turistas este ano. É de notar ainda que, nos três primeiros trimestres do ano, a despesa total dos visitantes cresceu 290,3% face ao mesmo período de 2022.

      Em relação à retoma do mercado internacional, o secretário apontou que, em Janeiro deste ano, as chegadas de visitantes internacionais foram cerca de 10% do número de 2019, contudo em Agosto já ultrapassaram 70% do registado em 2019. O responsável considerou, portanto, que o processo de recuperação em geral de Macau está a ser “ideal”, frisando que as autoridades vão lançar no próximo ano mais trabalhos de promoção turística e alargamento de mercados, inclusivamente do Nordeste da Ásia, Sudeste Asiático.

      “Todos podem ver que em diferentes zonas em Macau há actualmente diferentes eventos em realização. Através de actividades nocturnas e das novas instalações, espera-se que os turistas permaneçam por mais tempo em Macau”, indicou.

      Lei Wai Nong reiterou que o Governo espera continuar essa boa tendência e apelou aos todos os sectores para “estarem confiantes” face à conjuntura, para ainda fazerem bem os trabalhos de expansão de fontes de turistas nos tempos seguintes, já o Governo reservou uma parte do orçamento para os trabalhos relevantes.

      Nessa ocasião, o secretário adiantou ainda que as receitas de jogo acumuladas entre Janeiro e Novembro foram de cerca de 164,4 mil milhões de patacas e estima que as receitas totais do ano sejam “melhores” do que o previsto.

       

      Concessionárias vão abrir mais instalações e eventos

      As operadoras de jogo em Macau vão desenvolver ainda mais projectos de elementos não jogo para o próximo ano. Durante a passada reunião do Conselho para o Desenvolvimento Turístico, que se realizou na quinta-feira, os representantes das concessionárias apresentaram os projectos, entre os quais estão previstos a criação de novas praças internacionais de gastronomia e mais restaurantes típicos, instalações de diversão temáticas imersivas, concertos e exposições temáticas de nível internacional, centro de serviços médicos integrados, projectos de revitalização de zonas e do património mundial, turismo de estudo e organização de eventos desportivos de nível internacional. Durante a reunião, Lei Wai Nong, também presidente do Conselho, confirmou que aproveitar-se-á a ocasião da celebração do 25.º aniversário da RAEM no próximo ano para desenvolver uma série de actividades de atracção de visitantes, a fim de continuar a reforçar a exploração de mercados de visitantes internacionais.