Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
77 %
6.2kmh
40 %
Dom
15 °
Seg
19 °
Ter
19 °
Qua
20 °
Qui
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Grande China Aumento de doenças respiratórias na China causado por gripe e patogénicos conhecidos

      Aumento de doenças respiratórias na China causado por gripe e patogénicos conhecidos

       

      Depois dos recentes surtos de infecções respiratórias na China, que alertou a Organização Mundial de Saúde, o Ministério da Saúde chinês veio esclarecer que não se trata de um novo vírus, mas sim de gripe e outros agentes patogénicos conhecidos.

       

       

      O aumento de doenças respiratórias na China, que chamou a atenção da Organização Mundial de Saúde (OMS), é causado pela gripe e outros agentes patogénicos conhecidos e não por um novo vírus, afirmou o Ministério da Saúde chinês.

      Os recentes surtos de infecções respiratórias são causados por uma sobreposição de vírus comuns, como o vírus da gripe, os rinovírus e o adenovírus, bem como por bactérias que geralmente provocam pneumonia, afirmou o porta-voz da Comissão Nacional de Saúde do país.

      O Ministério da Saúde apelou às autoridades locais para que abram mais clínicas de combate à febre e promovam a vacinação de crianças e idosos, numa altura em que a China enfrenta uma vaga de doenças respiratórias naquele que é o primeiro Inverno sem restrições devido à covid-19.

      “Devem ser feitos esforços para aumentar a abertura de clínicas e áreas de tratamento relevantes, alargar o horário de atendimento e aumentar o fornecimento de medicamentos”, afirmou o porta-voz do Ministério da Saúde, Mi Feng.

      Mi Feng aconselhou ainda as pessoas a usarem máscaras e apelou às autoridades locais para se concentrarem na prevenção da propagação de doenças em locais com muita população, como escolas e lares de idosos.

      No início da semana, a OMS solicitou formalmente à China que fornecesse informações sobre o aumento potencialmente preocupante de doenças respiratórias e de pneumonia em crianças, como avançado por vários meios de comunicação social.

      O aparecimento de novas estirpes de gripe ou de outros vírus capazes de desencadear pandemias começa normalmente com o aparecimento de grupos de doenças respiratórias não diagnosticadas. Tanto a SARS, como a covid-19, foram inicialmente classificadas como tipos invulgares de pneumonia.

      No início do mês, as autoridades chinesas atribuíram o aumento das doenças respiratórias ao levantamento das medidas de restrição ao confinamento devido à covid-19. Noutros países foi também registado um aumento de doenças respiratórias quando as restrições da pandemia terminaram.

      Durante uma teleconferência, a OMS adiantou que as autoridades de saúde chinesas forneceram na quinta-feira os dados, que revelaram existir, desde Outubro, um aumento de internamentos hospitalares de crianças devido a infecção bacteriana, vírus sincicial respiratório, gripe e vírus da constipação comum.

      De acordo com a OMS, as autoridades chinesas afirmam que o aumento do número de doentes não sobrecarregou os hospitais do país. É rara a solicitação pública de informações pormenorizadas a países por parte da OMS, uma vez que esses pedidos são habitualmente feitos a nível interno. Segundo a OMS, os dados solicitados à China tiveram por base um mecanismo jurídico internacional.

      De acordo com relatos internos na China, os surtos sobrecarregaram alguns dos hospitais do norte do país, incluindo em Pequim, e as autoridades pediram à população que levasse as crianças com sintomas menos graves para clínicas e outros equipamentos de saúde.

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau