Edição do dia

Domingo, 25 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
13.7 ° C
15.9 °
13.2 °
72 %
4.6kmh
20 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Rita Santos preocupada com a preservação da gastronomia macaense

      Rita Santos preocupada com a preservação da gastronomia macaense

       

      Rita Santos, presidente do Conselho Regional da Ásia e Oceânia e presidente do Conselho Regional da Ásia e Oceânia, encontrou-se com Carlos Anok Cabral, presidente da Confraria da Gastronomia Macaense. Em cima da mesa, durante a reunião, estiveram questões relacionadas com a promoção e preservação da gastronomia macaense, “um dos marcadores mais consensuais dentro das comunidades macaenses, em Macau e na diáspora”, lê-se no comunicado enviado pelo gabinete de Rita Santos.

      Durante o encontro, Rita Santos e Carlos Anok Cabral partilharam ideias sobre como “valorizar e difundir a rica culinária macaense, reconhecida pela sua fusão de sabores e influências culturais”. Ambos destacaram a “importância de preservar as tradições gastronómicas macaenses e promover a sua apreciação tanto na comunidade local, quanto internacionalmente, tirando partido do destaque que lhe foi conferido, em associação com o teatro em patuá macaense, sendo inscritos na quinta Lista Nacional de Itens Representativos do Património Cultural Intangível da China”.

      Durante o encontro, segundo a nota de imprensa, Rita Santos elogiou o trabalho realizado pela Confraria da Gastronomia Macaense na promoção e preservação da culinária macaense, reiterando o “compromisso do Conselho Regional da Ásia e Oceânia em apoiar e trabalhar em conjunto com a Confraria no impulsionamento das suas futuras actividades”.

      Por sua vez, Carlos Alberto Anok Cabral destacou a importância de “valorizar os pratos tradicionais, compartilhar conhecimentos e promover eventos que permitam que a culinária macaense seja apreciada por um público mais amplo”.

      Rita Santos e Carlos Anok Cabral concordaram em trabalhar em conjunto para promover a gastronomia macaense, através da colaboração na promoção de eventos, workshops e iniciativas que valorizem a sua história e tradição, “colaborando assim para o fortalecimento da identidade culinária macaense e a promoção da sua visibilidade, tanto na região da Ásia e Oceânia, quanto em outros locais do mundo”.

      Rita Santos, recorde-se, voltou a candidatar-se nas eleições para o Conselho das Comunidades Portuguesas do Círculo da China, que inclui Macau, Hong Kong, interior da China, Tóquio, Seul, Banguecoque e Singapura. Esta é, para já, a única lista a concorrer a estas eleições que decorrem no dia 26 de Novembro.

       

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau