Edição do dia

Quinta-feira, 23 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
25.8 ° C
25.9 °
24.9 °
89 %
3.1kmh
40 %
Qui
26 °
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeMacau registou 24 casos de suicídio no segundo trimestre

      Macau registou 24 casos de suicídio no segundo trimestre

      Foram cometidos 24 casos de suicídio em Macau no segundo trimestre deste ano, revelaram ontem os dados de monitorização efectuada pelos Serviços de Saúde (SSM). O número corresponde a um aumento de 26% em relação ao período homólogo do ano passado, com uma diferença de cinco casos.

      Os suicídios no segundo trimestre levaram a vida a 14 vítimas do sexo masculino e 10 do sexo feminino, que tinham idades compreendidas entre os 14 e os 84 anos. Entre eles, 21 eram residentes (87,5%) e três não-residentes (12,5%). Segundo a análise dos SSM, as possíveis causas do suicídio são principalmente resultantes de “perturbações mentais, doenças físicas, jogo de fortuna e azar ou problemas financeiros”.

      Consultando os dados registados nos primeiros seis meses do ano, Macau totalizou 47 casos de suicídio, número igual ao que se registou no ano passado, com 28 suicídio no primeiro trimestre e 19 no segundo trimestre. “As causas do suicídio são complexas e frequentemente envolvem doenças mentais, factores psicológicos, factores socioeconómicos, factores familiares, factores de relações humanas e factores genéticos biológicos”, indicam os SSM.

      O organismo salienta que, para ajudar a reduzir a incidência de suicídio, os residentes devem contactar, comunicar e preocupar-se mais com as pessoas que estão ao seu redor, com as suas vidas diárias e incentivar aqueles que estão com problemas emocionais a procurar activamente ajuda profissional.

      Num comunicado divulgado ontem, os SSM reiteram ainda que o Governo tem vindo a estar atento à saúde mental dos residentes e manter “uma comunicação eficaz e cooperação interdepartamental”, aumentando a acessibilidade dos serviços e alargando a rede de apoio social.

      Os residentes necessitados, sem carta de transferência, podem efectuar a marcação prévia para terem acesso a esses serviços nos centros de saúde do Tap Seac, do Fai Chi Kei, da Areia Preta, da Ilha Verde, dos Jardins do Oceano, de Nossa Senhora do Carmo – Lago, da Praia do Manduco e de Seac Pai Van.

      Os Serviços de Saúde apelam a todos aqueles que estejam emocionalmente angustiados e desesperados para ligar para a Linha Aberta “Esperança de vida da Caritas” através do n.º 28525222 de forma a obter serviços de aconselhamento emocional.