Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nublado
29.8 ° C
29.8 °
29.8 °
83 %
6.2kmh
100 %
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeHomem simula assalto em casa da namorada para lhe roubar dinheiro

      Homem simula assalto em casa da namorada para lhe roubar dinheiro

      Joana Chantre

      Um homem de Hong Kong, cozinheiro num hotel do Cotai, terá simulado um assalto à residência da namorada, que vivia com três companheiras de casa. As autoridades verificaram que foi o homem a roubar o dinheiro da namorada para gastar no casino.

       

      Um homem simulou um assalto por parte de terceiros à residência da namorada, que lhe serviu para roubar milhares de patacas que iria gastar no casino. O caso foi relatado ontem na conferência das autoridades policiais.

      A denúncia sobre o suposto assalto foi apresentada na manhã de terça-feira. A denúncia dizia que um apartamento na zona do Nape tinha sido assaltado, desaparecendo dinheiro e vários valores das quatro moradoras. Depois de a polícia ido ao local e de ter visto as imagens das câmaras de videovigilância, o namorado de uma das moradoras tornou-se num dos suspeitos.

      Segundo a explicação das autoridades, na noite anterior as moradoras e o namorado de uma delas organizaram uma festa em casa e, à meia-noite, decidiram sair para ir para um bar. Algum tempo depois, três das moradoras voltaram para casa e o casal ficou no bar até mais tarde, tendo voltado juntos depois para o apartamento dela.

      Ao amanhecer, decidiram ir todos ao supermercado fazer compras, mas ao chegarem ao local, o namorado da moradora insistiu que tinha de voltar para o apartamento para usar a casa de banho. Passado algum tempo, o homem ligou à namorada, alegando que a porta do apartamento estava aberta e que tinha sinais de arrombamento e roubo. As moradoras, que estavam juntas no supermercado, voltaram a casa imediatamente.

      Depois de as autoridades interrogarem o suspeito, um homem de Hong Kong de 39 anos, cozinheiro num hotel do Cotai, ele acabou por confessar que tinha sido ele o autor do crime. O homem justificou que era viciado no jogo e que queria dinheiro para jogar no casino.

       

      Turista apropria-se de mota alheia com chave esquecida na ignição

       

      Na conferência de ontem, as autoridades também detalharam um caso em que um turista da China continental foi acusado do crime de furto de uso de veículo. A queixa chegou à polícia no dia 12 de Dezembro. A vítima era o proprietário de uma mota de maior cilindrada, que alegava que, no dia anterior, teria perdido a sua mota. O homem explicou que, ao meio-dia desse dia, teria estacionado a sua mota na Estrada do Istmo, no Cotai, antes de ter ido tratar de assuntos. Depois de aproximadamente duas horas, voltou e a mota teria desaparecido.

      Lembrando-se que teria deixado a chave no veículo, suspeitou que teria sido roubada. Quando a polícia foi chamada, verificou as câmaras de videovigilância e apurou que um homem teria levado a mota até ao Pátio da Casa Forte antes de a ter estacionado e entrado dentro de uma pensão, onde estava alojado. Quando mais tarde as autoridades foram à pensão confrontar o homem, este respondeu que, pensou que a mota estava disponível para qualquer um a levar. As autoridades descobriram também que o homem, de 40 anos, também não tinha carta de condução de mota. O caso foi levado ao Ministério Público na segunda-feira.

       

      PONTO FINAL