Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Coreia do Sul e EUA fazem exercícios navais com submarino de propulsão...

      Coreia do Sul e EUA fazem exercícios navais com submarino de propulsão nuclear

      A Coreia do Sul e os Estados Unidos realizaram exercícios navais em que participou um submarino de propulsão nuclear da Marinha norte-americana, numa nova demonstração de força perante o regime norte-coreano.

      Os exercícios conjuntos ocorreram em águas ao sul da ilha sul-coreana de Jeju e envolveram o contratorpedeiro sul-coreano ROKS Yulgok Yi I, equipado com o sistema de combate Aegis, bem como o submarino de Seul ROKS Yi Sun-sin e o americano USS Annapolis, conforme anunciado pela Marinha sul-coreana.

      As manobras estiveram focadas em treinar procedimentos de resposta à ameaça de um submarino norte-coreano, como busca, rastreamento ou identificação do alvo, explicou a autoridade. “O exercício foi preparado para fortalecer as capacidades de resposta das Marinhas sul-coreana e norte-americana e para aumentar a interoperabilidade na preparação contra infiltrações submarinas diante das ameaças crescentes de provocações de mísseis norte-coreanos”, disse a Marinha de Seul num comunicado divulgado pela agência de notícias local Yonhap.

      A tensão entre a Coreia do Sul, a Coreia do Norte e os Estados Unidos da América (EUA) está num dos seus pontos mais altos após o fracasso das negociações de desnuclearização com o regime norte-coreano, que desde o ano passado intensificou os seus testes de mísseis em linha com a revisão da sua estratégia de defesa.

      O teste mais recente ocorreu na segunda-feira, quando a Coreia do Norte lançou dois projéteis balísticos de curto alcance, horas depois da chegada do submarino americano à base naval de Jeju para estes exercícios.

      As manobras de Seul e Washington aconteceram pouco depois da comemoração do 27.º dia do armistício da Guerra da Coreia (1950-53), a guerra civil que dividiu a península coreana na sua forma actual.

      Pyongyang demonstrou, nas comemorações, proximidade com Pequim e Moscovo, mediando a participação de uma delegação desses países nos eventos.

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau