Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Dom
28 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeAntigo Canídromo será um Parque Desportivo para os Cidadãos com área bruta...

      Antigo Canídromo será um Parque Desportivo para os Cidadãos com área bruta de 74 mil metros quadrados  

       

      O Governo apresentou ontem dois projectos de construção de instalações de desporto e lazer dedicados aos residentes. Para a remodelação do antigo Canídromo Yat Yuen, será criado, mas sem calendarização, um Parque Desportivo para os Cidadãos, com uma pista de atletismo, piscina, campos de escalada e basquetebol, entre outros, bem como um Centro de Actividades Infantis. O Governo vai também aproveitar terrenos de dez hectares em redor da Praia de Hac Sá para construir um Campo de Aventuras Juvenis, com orçamento inicial de 1,6 mil milhões de patacas. Esta zona para jovens terá ainda uma estátua de Kum Iam que custará 42 milhões de patacas.

       

      O projecto que transformará o antigo Canídromo Yat Yuen e o Centro Desportivo Lin Fong num Parque Desportivo para os Cidadãos já tem concluída a concepção preliminar. Segundo o Governo, num terreno com área total de cerca de 40 mil metros quadrados, a instalação desportiva de grande escala, que terá área bruta de 74 mil metros quadrados, vai integrar uma pista de atletismo standard, três edifícios principais com campos desportivos, um sistema tridimensional pedonal e de lazer e um conjunto de praças urbanas.

      André Cheong, secretário para a Administração e Justiça, salientou ontem que a Zona Norte da cidade é uma zona densamente povoada e carece de sítios para desporto e lazer. Neste caso, a construção do Parque Desportivo para os Cidadãos tem como objectivo criar um espaço de actividades de boa qualidade com elementos recreativos, de desporto, convívio familiar, lazer e cultura, para os residentes.

      Na conferência de imprensa de ontem, apesar da apresentação do projecto preliminar, as autoridades não revelaram mais informações sobre o andamento do plano, nem o prazo previsto para a construção ou o orçamento para as obras. O Governo assegurou, entretanto, que os trabalhos serão executados passo a passo, e procederá à avaliação do impacto ambiental.

      Os três edifícios principais incluem um pavilhão com quatro andares, sendo um espaço desportivo mais centralizado composto por campos de skate, ténis de mesa, voleibol, escalada e badmínton. O rés-do-chão será um campo de futebol de cinco (futsal), que também pode ser utilizado como local de actividades de grande escala. Já o outro pavilhão com dois andares estará equipado com uma piscina e três campos de basquetebol.

      O Executivo planeia ainda construir um Centro de Actividades Infantis com área de oito mil metros quadrados. Nos seus quatro andares, serão instaladas áreas de exposição, de ensino criativo, de jogos e de leitura.

      Segundo o director dos Serviços de Obras Públicas (DSOP), Lam Wai Hou, um arco decorativo histórico no Centro Desportivo Lin Fong vai ser preservado e será criada uma praça ao seu redor. O complexo terá um parque de estacionamento subterrâneo com cerca de 450 lugares de estacionamento.

       

      Hac Sá com obras de 1,6 mil milhões de patacas

       

      O outro projecto que o Executivo apresentou ontem é o Campo de Aventuras Juvenis da Praia de Hac Sá, que vai ser concretizado nos terrenos não aproveitados, e a Quinta Feliz em redor da Praia de Hac Sá, com uma área total de dez hectares.

      O vice-presidente do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais, Lo Chi Kin, revelou que todo o projecto implica um orçamento inicial de 1,6 mil milhões de patacas, estando prevista que algumas instalações estejam prontas para usar no próximo ano, e todo o projecto deverá ser concluído em 2025.

      “A Quinta Feliz poderá inaugurar-se em 2024. As instalações do Campo de Aventuras estão a ser construídas de forma faseada, tendo sido iniciados os trabalhos preparativos para o reordenamento do Parque Natural da Barragem de Hac Sá”, avançou.

      De acordo com as autoridades, o Campo de Aventuras divide-se em 12 zonas temáticas, incluindo instalações como a tirolesa, a torre de aventura, a parede de escalada, a rede tridimensional de escalada, os carros infantis de quatro rodas, o circuito de bicicletas todo-o-terreno para adultos, a pista de skate, a zona de ‘wargame’, as actividades competitivas aquáticas, o ribeiro natural e a fonte para diversão infantil.

      Haverá ainda uma zona de campismo, zona para churrasco, ciclovias e passeios para jogging. O Governo considera que é um local “repleto de aventuras aquáticas, terrestres e aéreas, e manutenção física e mental, para cidadãos de todas as idades, especialmente crianças, adolescentes e jovens”.

      Quanto ao plano de transformar a plataforma do labirinto redondo existente na barragem de Hac Sá num miradouro com uma estátua artística de Kum Iam, cuja decisão levantou ontem dúvidas dos jornalistas sobre colocar uma estátua em espaços para jovens, André Cheong destacou que a decisão foi tomada após análise prudente das autoridades.

      “Kum Iam representa auspiciosidade na cultura tradicional chinesa, o que é muito consistente com a imagem de Macau como uma terra de Lótus. Após a sua conclusão, a estátua vai ficar de costas para as montanhas e voltada para o mar, exibindo a cultura da integração de montanhas e mares em Macau”, sublinhou.

      André Cheong revelou que a estátua de cobre terá 28 metros de altura e pesará 120 toneladas, sendo que o Governo vai adjudicar a obra a um mestre famoso do interior da China com um orçamento de 42 milhões de patacas.