Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
84 %
5.1kmh
40 %
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °
Dom
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeChefe do Executivo pediu alerta elevado face à passagem do tufão Talim

      Chefe do Executivo pediu alerta elevado face à passagem do tufão Talim

       

      Na manhã de ontem, o Chefe do Executivo deslocou-se ao Centro de Operações de Protecção Civil para se inteirar do plano de trabalho em resposta à passagem do tufão Talim. Ho Iat Seng salientou que, nestes casos, todos os serviços e instituições devem manter-se em estado de alerta elevado.

       

      A passagem do tufão Talim fez com que o Chefe do Executivo se tenha deslocado, na manhã de ontem, ao Centro de Operações de Protecção Civil (COPC) para se inteirar do plano de trabalho e acções em resposta ao tufão Talim. Com o içar do sinal n.º 8, o Chefe do Executivo assinou um despacho para que Macau entrasse em estado de prevenção imediata.

      Ho Iat Seng assinalou que o “storm surge” gerado pela passagem do tufão coincide com a maré alta nos últimos dias, o que poderia causar inundações nas zonas baixas. Segundo um comunicado divulgado ontem pelo Governo, o Chefe do Executivo deu instruções para que todos os membros da estrutura de protecção civil empenhassem “todos os esforços, em conjunto, para prevenir impacto do tufão e inundações, garantir a segurança da vida e dos bens dos residentes de Macau”.

      Na sua intervenção no COPC, Ho Iat Seng salientou que, ao longo do tempo, o Governo “tem aperfeiçoado activamente os mecanismos de prevenção civil e os trabalhos de resposta a tufões, e todos os membros da estrutura de protecção civil têm-se empenhado, constantemente, em trabalhos preparatórios de resposta a tufões e inundações”.

      “Para enfrentar o primeiro tufão de sinal n.º 8 deste ano, todos os serviços e instituições competentes devem manter-se em estado de alerta elevado, pôr em prática os planos de protecção civil, com vista a alcançar o objectivo principal de protecção da segurança da vida e dos bens da população”, indicou o Chefe do Executivo, à passagem do tufão.

      Ao mesmo tempo, Ho Iat Seng pediu aos residentes para ficarem atentos e alerta, aplicarem bem as medidas de auto protecção, prestarem atenção frequente às informações da meteorologia e às emitidas pelo COPC, e “num esforço com o Governo”, reduzir ao mínimo a influência do tufão e do “storm surge”.

      Segundo o comunicado, o Chefe do Executivo deu também instruções para que os Serviços Meteorológicos e Geofísicos acompanhassem “com muita atenção” as alterações e a rota do tufão Talim, bem como realizassem os trabalhos de previsão sobre as possíveis influências do mesmo, e efectuassem “de forma científica e cautelosa” as análises e avaliações.

      “Para garantir o funcionamento normal dos serviços básicos de abastecimento de água, electricidade, telecomunicações, e outros, todos os serviços e instituições devem reforçar a fiscalização, inspecção e a respectiva manutenção das instalações e equipamentos, e continuar a reforçar a construção da estação elevatória de águas pluviais e drenagem”, concluiu o Chefe do Executivo.

       

      Wong Sio Chak esteve a acompanhar situação

       

      Wong Sio Chak, secretário para a Segurança, esteve durante a madrugada de ontem no Centro de Operações de Protecção Civil (COPC) a acompanhar a passagem do tufão Talim. Em comunicado, o Governo indicou que o secretário deu instruções “para que todos os membros da estrutura estejam bem preparados para o trabalho de resposta ao tufão Talim e se empenhem, com todos os esforços, na protecção e na segurança da vida e dos bens de toda a população de Macau”. Na reunião, Wong Sio Chak pediu que todos os membros da estrutura de protecção civil estivessem “preparados na reacção, prontos com os respectivos planos de resposta e trabalhar em conjunto”. O secretário disse ainda que, à medida que o tufão Talim se aproximava de Macau, todos os membros da estrutura de protecção civil deviam “esforçar-se conjuntamente, tal como têm feito no passado, para garantir a segurança da vida e dos bens de toda a população de Macau, e reduzir ao mínimo a influência do tufão na vida das pessoas”. Wong Sio Chak garantiu que o COPC “continua a acompanhar de perto a rota do tufão Talim, a emitir oportunamente as respectivas informações, a tomar todas as acções necessárias para proteger os residentes”. Por fim, segundo a nota do Governo, solicitou a toda a população que preste atenção às informações emitidas através de diversos canais pelos vários serviços.